Call for PhD RESEARCHER GRANT - Interdisciplinary Cooperation & Collaborative Research Programme - Visual Spaces of Change (VSC)

 

EN / PT

Call for PhD Researcher Grant
Interdisciplinary Cooperation & Collaborative Research Programme - Visual Spaces of Change (VSC)


Closing date for application: 8th of november
Type: FCT Grant
Category: U. Porto and the research Project VSC: U. Porto – CCRE-CEAU/FAUP e U. Minho – Centro ALGORITMI – Lab2PT are pleased to announce the upcoming launch of this Call for a PhD Research Grant with the duration of this project, which is expected to end on 25/07/2021.

The objective of this call is to enable the integration of a highly skilled PhD researcher in the VSC project to collaborate and continue the innovative development of VSC research and its platform within Architecture, Art, Image and Innovation universes, with a special focus on Contemporary Photography related with Architecture, City and Territory. 

We are especially interested in promoting a skilled collaborator capable of giving added value to this VSC research and innovation project and foster multi-national and fully European collaborative research I&D centres and laboratories involving public and private stakeholders all over Europe, as well as further internationalizing knowledge and innovation networks.

Researcher collaboration and development within VSC project and the associated research units and partners will be specifically targeting the following skills and knowledge:

a) Research experience on strategies and methods on using diverse visual narrative strategies and representation methods, with a specific interest in Contemporary Photography and Art, for the communication of dynamics of urban space transformation: Architecture, City and Territory;
b) Demonstrate knowledge in the publishing world and relevant publications in the area of architecture, art, contemporary photography, and public design communication and participation strategies;
c) Relevant international experience to develop inter-institutional collaborative work with institutions and in several disciplinary areas related to the universe of Architecture, City and Territory, as well as with the Editorial universe linked to Contemporary Photography and Design communication strategies; 
d) Knowledge and experience in web-design and ability to operate with image editing and synthesis software, namely InDesign, Illustrator and Photoshop;
e) Proficiency in English;
f) Availability to start functions from 1 January.

We will be particularly interested in candidates that show:
a) Significant activities of applied research, or practice based, developed in the last five years;
b) Significant activities of extension and dissemination of knowledge developed in the last five years, namely in the context of the promotion of scientific practices in Architecture and Arts considered by the candidate to be more relevant;
c) Significant knowledge on how to articulate project results coming from the universes of Architecture and the Arts using both qualitative approaches and quantitative methods;
d) Significant knowledge on how to prepare various project monitoring / monitoring reports, their phases and outputs, as well as in the publication of articles in indexed journals (scopus or ISI);
e) Significant experience on how to collaborate in the organization / assembly of events associated with the dissemination of the project and its results, with autonomy and production capacity;
f) Significant experience with activities of management of science, technology and innovation programs within the universes of Architecture and the Arts or of the experience in observing and monitoring the scientific and technological system or higher education, in Portugal or abroad.

BEP - Bolsa de Emprego Público
Sigarra U.Porto
ERACarrers

 

Anúncio de Bolsa para Investigador Doutorado – Projeto de Investigação Interdisciplinar e Colaborativo: Visual Spaces of Change (VSC)

 

EN / PT

Anúncio de Bolsa para Investigador Doutorado
Projeto de Investigação Interdisciplinar e Colaborativo: Visual Spaces of Change (VSC)


Data de término do período de candidatura: 8 de novembro
Tipo: Bolsa FCT
Categoria: Projeto de investigação VSC: U. Porto – CCRE – CEAU – FAUP – AAi2Lab | U.Minho – Centro ALGORITMI – Lab2PT têm o prazer de pré-anunciar o lançamento deste Concurso para Bolsa de Investigador Doutorado com a duração do projeto VSC (financiamento FCTref. AAC_02-SAICT-2017) com término previsto em 25/07/2021.

O objetivo do concurso é o de permitir a integração de um Investigador Doutorado altamente qualificado para colaborar no projeto VSC e dar continuidade ao desenvolvimento da sua investigação. O projeto está focalizado nos universos de Arquitetura, Arte, Imagem e Inovação, com especial incidência no mundo da Fotografia Contemporânea relacionada com Arquitectura, Cidade e Território.

Estamos especialmente interessados em promover um colaborador qualificado, capaz de gerar valor acrescentado para o projeto VSC e poder desenvolver  parcerias e colaborações com outros Centros de I&D e Laboratórios Colaborativos a nível Europeu e Internacional, com vista à internacionalização do conhecimento. e redes de inovação deste projeto.

A colaboração e o desenvolvimento do trabalho a realizar pelo investigador no projeto VSC e nas unidades de investigação e parceiros associados terão como condições de preferência o enfoque e experiência do candidato nas seguintes áreas de conhecimento e competências: 

  1. Experiência de investigação sobre estratégias e métodos de representação visuais, com especial incidência no uso de Fotografia Contemporânea e Arte, para a comunicação de dinâmicas de transformação do espaço urbano: Arquitectura, Cidade e Território;

  2. Demonstrar conhecimentos no universo editorial e publicações relevantes na área de arquitectura, arte, fotografia contemporânea, bem como de temáticas relacionadas com a comunicação de projecto de arquitectura e políticas urbanas;

  3. Experiência internacional relevante para desenvolver trabalho colaborativo inter-institucional com instituições e grupos de trabalho em diversas áreas disciplinares relacionadas com o universo de Arquitectura, CIdade e Território, bem como com o universo Editorial e estratégias de comunicação sobre Arquitectura e Cidade onde a Fotografia Contemporânea está presente de forma significativa;

  4. Formação e / ou capacidade comprovada para operar com software de edição e síntese de imagem, nomeadamente InDesign, Illustrator e Photoshop bem como de web-design (infografia);

  5. Domínio da língua inglesa;

  6. Disponibilidade para iniciar funções a partir de 1 de Janeiro de 2019.

Estamos particularmente interessados em candidatos que demostrem:
a) Atividades significativas de investigação teórica e prática desenvolvidas nos últimos cinco anos;
b) Atividades significativas de extensão e disseminação de conhecimentos desenvolvidos nos últimos cinco anos, designadamente no âmbito da promoção de práticas científicas em Arquitectura e Artes consideradas pelo candidato como mais relevantes;
c) Conhecimento significativo sobre como articular resultados de projetos provenientes dos universos da Arquitetura e das Artes, utilizando tanto abordagens qualitativas quanto métodos quantitativos;
d) Conhecimento significativo sobre como preparar relatórios de monitorização e demonstração de resultados durantes as diversas fases de um  projetos de investigação, bem como na publicação de artigos em periódicos indexados (scopus ou ISI);
e) Experiência significativa de colaboração na organização / montagem de eventos associados à divulgação de projetos de investigação e seus resultados, com autonomia e capacidade de produção.
f) Experiência significativa em candidaturas e atividades de gestão em programas de ciência, tecnologia e inovação nos universos da Arquitectura e das Artes e / ou da experiência em observação e monitorização do sistema científico e tecnológico e / ou do Ensino Superior, em Portugal ou no estrangeiro;

BEP - Bolsa de Emprego Público
Sigarra U.Porto
ERACarrers

 

Últimos dias do Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto 2019

 

Últimos dias do Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto 2019

Ainda se encontram em exibição nas estações de Metro do Porto da Avenida dos Aliados e de São Bento, na OARSN e na Biblioteca Almeida Garrett um conjunto de projectos de Fotografia Contemporânea com particular enfoque nas temáticas da Arquitectura, Cidade e Território, comunicados por intermédio de projecção de vídeo e fotografia.

Estas exposições que contam com a curadoria de Pedro Leão Neto resultam da vontade de colaboração entre o projecto Visual Spaces of Change (VSC) e o Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto 2019, tendo em vista o estímulo do pensamento crítico sobre as temáticas da Arquitectura, Cidade e Território através da realização de exposições de Fotografia Contemporânea em espaços públicos e de uso coletivo localizados na Área Metropolitana do Porto.

O Visual Spaces of Change (VSC), projeto de investigação transdisciplinar com uma componente significativa da Fotografia Contemporânea, combinada com pesquisa complementar em Sintaxe Espacial e Tecnologias da Informação, marcará presença no Ci.Clo 2019.

A colaboração entre o VSC e o Ci.Clo concretiza-se através da operacionalização de um projeto curatorial associado a um conjunto de atividades que cruzam os universos da fotografia e editorial em duas vertentes complementares: (i) Exibição de projectos de Fotografia Contemporânea (CPP) comunicados por intermédio de projecção de vídeo e fotografia em diversos espaços públicos e de uso coletivo localizados na Área Metropolitana do Porto (AMP), e (ii) Mostra de publicações alternativas para a divulgação de autores e obras com particular enfoque na Fotografia de Arquitectura, Cidade e Território.

O Ci.Clo 2019 decorre entre os dias 16 de maio e 2 de julho.

Mais info:https://ciclo-bienal.org/bienal-19/exposicoes/vsc/

 

1st Workshop “Alternative Paths: Architecture, Photography and Dance” | March 30th

 

EN / PT

1st Workshop “Alternative Paths: Architecture, Photography and Dance” 

30 march | Case study Visual Spaces of Change (VSC) | Collaboration between the research group CCRE - CEAU - FAUP and Companhia Instável.


The first phase of the 1st Workshop "Alternative Paths: Architecture, Photography and Dance”, part of Visual Spaces of Change (VSC) case study was held on March 30th.

The Alternative Paths: Architecture, Photography and Dance project is an initiative of the research group CCRE-CEAU-FAUP and Companhia Instável (CI), and integrates AAI 2 Lab and scopio Editions into its organization. Alternative Paths (Percursos Alternativos) is born from the collaboration and integration of two projects that, through different forms, relate, question and interpret the urban public space and its transformations: the Visual Spaces in Change (VSC), developed by CCRE-CEAU-FAUP, and Paths through Architecture, developed by CI.'

The first phase of the workshop included (i) two Master Classes, (ii) a guided visit to FAUP and (iii) two exercises / exploratory photography and contemporary dance projects. The guided tour by the Portuguese architect Álvaro Siza Vieira (FAUP) was led by Lucas Certo, a student of FAUP's 5th year.

After the guided tour, Pedro Leão Neto, architect and professor of Photography curricular units at FAUP and coordinator of the research group Center for Communication and Space Representation (CEMR), carried out the first Master Class, presenting a set of themes related to architecture in photography. Thus, themes such as The Architectural Promenade (Le Corbusier) - how the spectator experiences the space in architecture through a path - and how to translate this experience through a visual photographic narrative; Walkscapes approaching Francesco Careri's idea of walking as an aesthetic practice and the importance of narrative in photography, paying special attention to the visual narratives that are possible to achieve with the development of a photobook.

After lunchtime, Ana Figueira, artistic director of the Companhia Instável, proceeded to the second Master Class and then developed the part of the workshop that was intended to explore the relationship between space, movement, contemporary dance and architecture.

Participants were invited to explore unlikely spaces for the creation and presentation of small contemporary dance exercises and, through them, to better understand the relationship between space and body, as well as to develop a greater critical thinking about these themes.

Guided tour and dance exercises were accompanied by photographers / researchers from the CCRE and AAi 2 Lab group - Ana Miriam, Eduardo Silva and Rita Silva - who developed a first exploratory exercise using a strategy of synchronised cameras to construct some examples of different sequences points of view and expansion of the same situation, interaction and space throughout the workshop.

The first phase of the workshop thus served as an approximation to the themes and exercise that are intended to develop, constituting a brainstorm and a basis for developing a more complete project formed by a set of visual narratives to be created by the participants, of a system of tutoring, being our objective to create the necessary conditions so that later these works can be published either online or in physical support by scopio Editions.

Fotografias de Eduardo Silva e Rita Silva

companhiainstavel.pt
read more

 

1º Workshop “Percursos Alternativos: Arquitetura, Fotografia e Dança” | 30 de Março

 

EN / PT

1º Workshop “Percursos Alternativos: Arquitetura, Fotografia e Dança”

30 de março | Caso de estudo Visual Spaces of Change (VSC) | Colaboração entre grupo de investigação CCRE-CEAU-FAUP e Companhia Instável

Realizou-se no passado dia 30 de março a primeira fase do o 1º Workshop “Percursos Alternativos: Arquitetura, Fotografia e Dança”, caso de estudo Visual Spaces of Change (VSC).

O projeto Percursos Alternativos: Arquitetura, Fotografia e Dança é uma iniciativa do grupo de investigação CCRE-CEAU-FAUP e da Companhia Instável (CI), e integra na sua organização o AAI 2 Lab e scopio Editions. Percursos Alternativos nasce da colaboração e entrosamento de dois projetos que, através de diferentes formas, se relacionam, questionam e interpretam o espaço público urbano e as suas transformações: o Espaços Visuais em Mudança (VSC), desenvolvido por CCRE-CEAU-FAUP, e Percursos pela Arquitetura, desenvolvido pela CI.

A primeira fase do workshop integrou (i) duas Master Classes, (ii) uma visita guiada à FAUP e (iii) dois exercícios / projectos exploratórios de fotografia e dança contemporânea. A visita guiada pela faculdade da autoria do arquiteto português Álvaro Siza Vieira (FAUP) teve como responsável Lucas Certo, aluno do 5º ano da FAUP.

Após a visita guiada, Pedro Leão Neto, arquiteto e professor das unidades curriculares de Fotografia na FAUP e coordenador do grupo de investigação Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), procedeu à primeira Master Class,  apresentando um conjunto de temáticas relacionadas com arquitetura na fotografia. Foram assim abordadas temáticas como Promenade Arquitectural (Le Corbusier) - o modo como o espectador experiência o espaço na arquitectura atravé de um percurso - e como traduzir essa experiência través de uma narrativa visual fotográfica; Walkscapes abordando a ideia explorada por Francesco Careri do andar como uma prática estética e a importância da narrativa na fotografia, dando especial atenção às narrativas visuais que são possíveis alcançar-se com o desenvolvimento de um fotolivro.

Depois da hora de almoço, Ana Figueira, diretora artística da Companhia Instável, procedeu à segunda Master Class e desenvolveu em seguida a parte do workshop que tencionava explorar a relação entre o espaço, movimento, dança contemporânea e arquitetura. 

Os participantes foram convidados a explorar espaços improváveis para a criação e apresentação de pequenos exercícios de dança contemporânea e, através deles, percecionar de forma mais rica a relação entre espaço e corpo, bem como desenvolver um maior pensamento crítico sobre estas temáticas.

A visita guiada e os exercícios de dança foram acompanhado pelos fotógrafos / investigadores do grupo CCRE e AAi 2 Lab - Ana Miriam, Eduardo Silva e Rita Silva - que desenvolveram um primeiro exercício exploratório utilizando uma estratégia de câmaras sincronizadas para construir algumas sequências exemplificativas de diferentes pontos de vista e ampliação da mesma situação, interação e espaço ao longo do workshop.

A primeira fase do workshop serviu assim como uma aproximação às temáticas e exercício que se pretendem desenvolver, constituindo um brainstorm e uma base para desenvolver um projeto mais completo formado por um conjunto de narrativas visuais a serem criadas pelos participantes, devendo ser estes acompanhados através de um sistema de tutoring, sendo o nosso objectivo criar as condições necessárias para que  mais tarde estes trabalhos possam ser publicados quer online como em suporte físico pela scopio Editions.

Fotografias de Eduardo Silva e Rita Silva

companhiainstavel.pt
ler mais 

 

APRESENTAÇÃO REITORIA VSC

 
 

APRESENTAÇÃO REITORIA VSC

Foi realizada na Reitoria da Universidade do Porto (U.P.) dia 23 de Janeiro a apresentação de um conjunto de iniciativas promovidas no âmbito do projeto Visual Spaces of Change (VSC). A Vice-Reitora para a Cultura, Museus e Edições da U.P., Fátima Vieira, introduziu o tema do Concurso Internacional de Desenho e Fotografia, Espaço e Identidade das 14 Faculdades da U.P, resumindo e justificando a pertinência do tema a uma questão fundamental: o que somos e o que queremos ser enquanto coletivo pertencente a essa instituição centenária que é a Universidade do Porto. 

O coordenador do projeto VSC, Pedro Leão Neto, enquadrou estes questionamentos no âmbito deste projeto de investigação, enfatizando o potencial da Fotografia e da Imagem para revelar aspetos identitários de comunidades, arquiteturas e territórios, tornando visíveis diferentes modos de apropriação e transformação que ocorrem no espaço urbano. Apoiado nos resultados preliminares deste projeto nas suas diversas vertentes, foram apresentadas diversas exemplos concretos de exploração criativa da fotografia e do desenho, suas potencialidades de comunicação com uso de tecnologias de informação, e o uso combinado da Imagem com diversas formas de expressão artística. 

Neste contexto, foi apresentado também o Concurso internacional de ideias para a criação de um Expositor e Projetor Móvel para a exibição de projeto de fotografia contemporânea, cujo vencedor terá a oportunidade de construir e implementar o protótipo da solução escolhida para o projeto VSC. Foi ainda lançado o desafio a estudantes, artistas e investigadores a participar na candidatura aberta para participação no 1º workshop sobre Percursos Alternativos: Arquitectura, Fotografia e Dança. 

A apresentação pública destas iniciativas pretende assim contribuir para abrir caminhos inovadores de investigação e comunicação visual sobre arquitetura e espaço público, com foco em dinâmicas emergentes de transformação urbana, através da produção de narrativas visuais sobre como as diferentes arquiteturas, espaços e territórios da U.P. são utilizados, vividos e transformados pelas diversas pessoas, culturas e grupos sociais que a constituem enquanto sociedade ativa e participante no processo de constante formação e transformação da sua identidade colectiva.

O amplo espectro de representantes das várias faculdades da U.P que participaram desta apresentação pública demonstram o interesse suscitado por esta iniciativa, que deu espaço no final da sucessão a contributos diversos mas convergentes quanto à vontade de abrir cada vez mais a academia à sociedade, contribuindo assim para ampliar a capacidade da Universidade para participar na vida cultural da cidade do Porto e projetar os seus valores culturais e património  socioambiental à escala regional e internacional.

Ver PDF Apresentação

Fotografia por Eduardo Silva
Texto por José Barbedo

 

Percursos Alternativos e Transversais no Porto

 
11.jpg

Percursos Alternativos

 
 

PERCURSOS ALTERNATIVOS

O projecto “Percursos Alternativos na AMP” pretende criar um conjunto de narrativas visuais em diversos suportes e também disponíveis na Internet para um público alargado, devendo a plataforma VSC servir como suporte para a comunicação de conteúdos sobre espaços e percursos alternativos em diversos territórios da AMP, procurando promover o debate e discussão em torno destes lugares, por vezes negligenciados ou desconhecidos, mas também ricos em vivências e formas de apropriação do espaço. Procura-se transmitir de forma criativa estes lugares, as suas pessoas e as suas dinâmicas, ou seja procura-se criar novas visões sobre o espaço público e uma nova compreensão desses espaços, procurando sempre que possível integrar a iniciativa local e os seus imaginários na sua construção.

Propõe-se, desta forma, uma estreita cooperação e ligação entre o projecto VSC, os actores locais e todos os outros grupos, instituições e pessoas interessadas em participar na construção destes percursos alternativos e transversais nos territórios da AMP. Pretende-se que este trabalho seja simultaneamente capaz de envolver os actores locais e possa contribuir para o envolvimento mais activo de sectores académicos, culturais e sociais em concepções e práticas inovadoras e interdisciplinares relacionadas com a imagem, o espaço da cidade, a sua arquitectura e as suas vivências, onde a fotografia está presente de forma significativa. Um projecto exploratório e uma narrativa visual poética de percurso que é também uma análise da paisagem urbana e dos estratos e relações sociais dos territórios retratados, podendo integrar no projecto de fotografia outros instrumentos como vídeo, gravação de som, desenho e/ou impressões em cadernos de viagem.



Public Space / Porto

 
.png

Public Space / Porto

PUBLIC SPACE / PORTO

EN / PT

It is intended to open this thematic of the VSC about the transformation of certain territoritories of the AMP to projects of contemporary photography (CPP) capable of using photography as an instrument of communication and investigation about the transformation of certain urban spaces and corresponding architectures of the temporal period that goes from the XX to XXI century.
We want to use and research the use of photography to deepen and bring new light on, among other possible themes:

- Past and present dynamics (appropriation of their spaces by different publics and relation of their architectures and programs with the surrounding of the city);
- Construction of Public Space / Porto secular XX (Squares, Gardens and other public spaces);
- Contemporary and / or emerging dynamics of transformation / change in public space and architecture;
- To perceive the multifaceted wealth of the territory, its architecture, appropriations and experiences in a differentiated way;

Each contemporary photography project that explores this theme must adopt several references and artistic strategies that take these spaces as object of documentary and artistic work and that are capable of bringing new readings beyond the traditional readings about the city space and its architectures. That is, projects capable of simultaneously, on the one hand, documenting and recording many of these dynamics, processes, history and architectures - public spaces of the AMP territory and, on the other, being instruments where documentary and artistic compete, both for research, discovery and understanding of these dynamics, processes and architectures.

 

VSC Portable Expositor

 
 
 
CONCURSO IDEIAS WEB.png
 

CONCURSO INTERNACIONAL DE IDEIAS: EXPOSITOR E PROJETOR MÓVEL 

Estrutura multifuncional para o projeto Visual Spaces Of Change (VSC) 

Projeto VSC: U. Porto – CCRE-CEAU/FAUP e U. Minho – Centro ALGORITMI – Lab2PT

Prazo para submissão de propostas: 31 de Maio de 2019

Este concurso desafia estudantes de arquitectura, artistas e equipas multidisciplinares a conceber uma estrutura multifuncional portátil que permita a projeção e exposição de imagens através de módulos facilmente montados nos locais de exibição do projeto Visual Spaces of Change (VSC) - projeto de investigação coordenado pelo Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), integrado no centro de I&D da FAUP (CEAU) Universidade do Porto (UPorto), em consórcio com a Universidade do Minho (com a participação do Centro ALGORITMI e Lab2PT - UMinho).

A estrutura multifuncional objeto deste concurso será utilizada em diversos espaços públicos da Área Metropolitana do Porto (AMP) selecionados como caso de estudo do VSC. Estes espaços irão constituir uma rede de espaços públicos onde serão exibidos (através de projeção de imagens e em diversos suportes físicos) Projectos de Fotografia Contemporânea (CPP) e Narrativas Visuais em torno de dinâmicas de transformação do espaço público na AMP, explorando diversas temáticas e conteúdos relacionadas com o património cultural, arquitetónico, identitários, históricos e museológicos dos recortes territoriais selecionados no âmbito deste projeto de investigação.

Pretende-se criar com este concurso de ideias uma estrutura móvel, ou conjunto de estruturas móveis, que integre um dispositivo de projecção e sirva simultaneamente como suporte para a exposição de imagens em diversos espaços públicos com características e condicionantes diversas (espaços interiores ou exteriores, espaços abertos ou contidos na malha urbana, etc). Estes módulos portáteis deverão ser idealizados de modo a permitir o visionamento de conteúdos analógicos – fotografias em suporte físico - e digitais – com capacidade de transmitir diversos tipos de imagem e ligação à internet, de modo a poderem funcionar como elementos complementares à plataforma online VSC.

As estruturas portáteis de exposições de imagens devem ser assim capazes de responder às seguintes funcionalidades:

  1. Permitir diversos níveis de interação com o público, possibilitando por um lado a projecção de imagens (fixas ou em movimento) a partir dos ecrãs com ligação à plataforma online do VSC, tornando assim possível visualizar os conteúdos de diversas narrativas visuais e CPP que estarão acessíveis através da plataforma;

  2. Permitir colocar fotografias individuais - imagens das cidades e territórios da AMP - e permitir construir diversas narrativas visuais de forma a permitir explorar soluções expositivas mais alternativas e relacionada com o próprio conceito dos projectos de fotografia contemporânea. 

  3. Conceber soluções capazes de desafiar a relação do expectador com os projectos expostos, ajudando a romper com a monotonia sequencial do modelo museológico clássico onde, por exemplo, as fotografias surgem sempre a uma altura fixa, ou cada imagem autónoma e interpela pouco o espectador, existindo normalmente uma barreira significativa entre a obra e o público;

  4. Pensar os espaços públicos de exposição das narrativas visuais / fotografias de forma “expandida” e dinâmica de maneira a criar alguma rutura com a percepção quotidiana do espaço, na qual a estrutura introduz um fator de surpresa capaz de acrescentar significados e valorizar a relação com o público.

  5. Contemplar a possibilidade de projetores portáteis desenhados de modo a permitir a exibição de fotografias em diversos suportes (livro, tablets, etc) de forma a serem dispositivos complementares a estes diversos suportes.

  6. Permitir a colocação de aparelhos de ipad iphone no projetor portátil de modo a projetar em diversas escalas nos espaço selecionados, os conteúdos de diversas narrativas visuais e CPP que estarão acessíveis através de uma plataforma online VSC capaz de integrar funcionalidades de realidade aumentada (4D).

A avaliação do concurso valorizará o desenho do módulo / estrutura expositiva, a sua facilidade de montagem e transporte e flexibilidade de uso e adaptação, a capacidade de ser utilizado em espaços exteriores e interiores e a exequibilidade do projeto.

As estruturas de projeção e exibição irão permitir ao público confrontar a realidade dos espaços com a sua representação, estimulando a exploração de perspetivas críticas e percepções subjetivas destes espaços Os produtos desta investigação apresentam, portanto, um grande interesse e particular relevância para a promoção e divulgação dos espaços da cidade, assim como permitir diversos níveis de interação com a informação organizada ao longo do processo de investigação.

VSC pretende contribuir para a produção da memória cultural e coletiva através dos diversos CPP que serão comunicados em cada VSCNP, resgatando ligações históricas e funcionais. Ou seja, este projeto oferece um conjunto de ferramentas que visam dar resposta à necessidade de desenvolver uma leitura renovada sobre a cidade e sua área metropolitana suportando a comunicação de conteúdos relacionados com dinâmicas emergentes no espaço público da AMP em articulação com espaços identitários e históricos assim como museus e espaços culturais.

CANDIDATOS ELEGÍVEIS

O concurso é aberto a todos os Artistas, Arquitectos, Estudantes de Arquitectura e Design, ou a equipas multidisciplinares em que uma destas áreas está presente, a nível nacional e internacional.

A participação no concurso é individual ou em grupo, sendo que a constituição do grupo não poderá exceder os 5 elementos e a composição do grupo poderá ter carácter interdisciplinar, desde que um elemento seja estudante das áreas de Arquitectura e / ou Design.

PRÉMIOS
Ao(s) vencedor(es) será atribuído um prémio monetário ou um equipamento informático.
As propostas dos(s) autor(es) ou equipa(s) que forem premiadas ou receberem menção honrosa terão o seu estudo e créditos incluídos no projeto de investigação VSC, sendo pelo menos assegurada a integração de uma das propostas para execução, divulgação, publicitação, exposição e utilização no âmbito do VSC.

1º O(a)s autores das propostas vencedoras serão contactado(a)s no sentido de aprofundarem o projeto, com apoio do CCRE-CEAU-FAUP, AAi2 Lab e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO e outros parceiros, nomeadamente a empresa Jofebar | Portugal no sentido de viabilizar a sua construção.

2º Sem prejuízo dos prémios atribuídos a cada uma das propostas vencedoras será dado um certificado de participação a cada equipa do concurso, bem como as suas entradas serão divulgadas nas plataformas e redes do grupo CCRE (websites, redes sociais, etc.).

3º A entrega dos prémios será feita em cerimónia pública a realizar na FAUP contando com a presença da Jofebar durante o ano de 2019.

MATERIAL A ENTREGAR
- Cartaz, em formato A1, impresso com a apresentação da proposta/conceito. Os elementos gráficos a apresentar deverão ser decididos por cada concorrente e deverão privilegiar uma comunicação expressiva da ideia e da sua materialização.
- No caso de ser seleccionado para executar a proposta, o concorrente terá que entregar, dentro do prazo de duas semanas após anúncio do resultado, um dossier A3 com plantas complementares, cortes, pormenores construtivos e memória descritiva. No caso de não cumprir esta obrigatoriedade, a organização reserva o direito de a desqualificar e eleger a proposta em segundo lugar para ser concretizada, passando pelo mesmo processo.
- Qualquer concorrente pode entregar o dossier complementar à proposta antes de ser anunciado o vencedor, se considerar necessário para melhor compreensão do projecto.
- CD com PDF do Cartaz A1 (resolução de 300dpi) e do Dossier A3 (se aplicável).
- Documento em formato A4 contendo informação pessoal sobre o concorrente, incluindo nome de cada elemento, contacto telefónico, email e Instituição de Ensino.

ENTREGA DOS TRABALHOS
A entrega dos trabalhos será efectuada até às 18h00 do dia 31 de Maio de 2019, nas instalações do CCRE (no CEAU-FAUP) ou por correio. Qualquer concorrente poderá entregar a sua proposta antes dessa data. No acto da entrega será facultado aos participantes um recibo comprovativo de recepção dos trabalhos.

ORGANIZAÇÃO E JÚRI
O lançamento e organização do concurso é da responsabilidade do grupo de investigação Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), integrado no centro de I&D da FAUP (CEAU), em colaboração com a Associação Cultural CITYSCOPIO e a participação dos grupos de investigação da UMinho partipantes no projeto VSC (ALGORITMI e Lab2PT)

Os trabalhos serão avaliados por um júri composto pelos seguintes elementos:
– Pedro Leão Neto (FAUP, coordenador VSC);
- José Barbedo (FAUP, investigador CCRE);
- Luis Gonzaga
- Francisca Azevedo
- Pedro Bandeira
- Francisco Ferreira

Em caso de empate, o coordenador do CCRE terá voto útil e soberano. O júri reserva o direito de não atribuir qualquer um dos prémios previstos no presente regulamento caso considere que os trabalhos apresentados não satisfazem os níveis meritórios esperados.

BIBLIOGRAFIA DE ESTUDO / REFERÊNCIA / LINKS ÚTEIS
http://www.versare.com/blog/building-a-maze-with-portable-partitions
http://dayanitasingh.net/
https://www.youtube.com/watch?v=dbbZnMIAi7Y
https://www.youtube.com/watch?v=Quu5uLfts6Q
https://www.pinterest.pt/pin/188517934376063373/
https://www.pinterest.pt/kikkiprince/exhibition-designspaces/?lp=true
https://www.pinterest.pt/pin/567875834243778626/
https://www.pinterest.pt/pin/213569207307960940/
https://www.pinterest.pt/pin/24488391703076192/
https://www.pinterest.pt/pin/511228995182986370/
https://www.pinterest.pt/search/pins/?q=portable%20gallery&rs=typed&term_meta[]=portable%7Ctyped&term_meta[]=gallery%7Ctyped
http://www.worksprogress.org/projects/
http://www.worksprogress.org/files/gimgs/24_mmprojection.jpg
sfmobilemuseum.blogspot.com/
http://mortati.com/projects/
https://artcom.de/en/blog-en/beyond-the-kiosk-prototyping-mobile-experience-for-responsive-spaces-2/
https://s-media-cacheak0.pinimg.com/736x/71/d1/13/71d113df9e9219a6ede109bcf85a20ed.jpg
https://www.pinterest.pt/pin/204984220514474901/
https://modernismmodernity.org/articles/moving-pictures-magic-lanterns
https://www.google.pt/search?q=public+space+%2B+portable+box+%2B+mobile+museum+%2B+MIT&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiu16eD7oXUAhVEOhQKHbddC1gQ_AUIBigB&biw=1619&bih=885#q=public+space+%2B+portable+box+%2B+mobile+museum+%2B+MIT&tbm=isch&tbs=rimg:CUd5ZO95nqKjIjhRUTncQis1NY6-yIzLxI0piYmpe8l6Vx9yr1AZfFObKApfB4ceJEKObHEIO7mBxCGLaSNwUP_1noyoSCVFROdxCKzU1EQBGeGJviC0gKhIJjr7IjMvEjSkRFAk5YuzTYRMqEgmJial7yXpXHxFpBo0eKWaZlioSCXKvUBl8U5soEYCdsdRGXxbJKhIJCl8Hhx4kQo4RpMMMOnEedTYqEglscQg7uYHEIRFZ3rEaflV4hyoSCYtpI3BQ_1-ejERrJk55mtWk5
https://modernismmodernity.org/sites/default/files/media/Foutch%20fig.%2025.jpg 
https://www.youtube.com/watch?v=Quu5uLfts6Q
https://www.youtube.com/watch?v=dbbZnMIAi7Y
http://cinemathequefroncaise.com/Chapter1-1/CHAPTER_01_PART_01.html 
https://en.wikipedia.org/wiki/Magic_lantern
https://www.youtube.com/watch?v=wi1RH9ReQlo
https://www.google.pt/search?q=street+cinematograph&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiC3-rn9YXUAhUGNxQKHUEHB8YQ_AUICigB&biw=1619&bih=885#imgrc=etjO4bcGB7MFjM:
https://www.google.pt/search?q=street+cinematograph+%2B+PEEP+SHOW&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwic3af59oXUAhXEuxQKHWJSDy0Q_AUIBigB&biw=1619&bih=885#imgrc=4XReChPagkgv7M:
http://www.etymonline.com/index.php?term=scope
https://edoc.hu-berlin.de/bitstream/handle/18452/7602/klahr.pdf
https://www.lomography.com/magazine/320554-6-stereoscopic-cameras-for-analogue-3d-photography
http://www.londonstereo.com/stereophotography.html
http://www.londonstereo.com/stereophotography.html
https://www.pinterest.pt/pin/350577152228336887/?lp=true
https://www.youtube.com/watch?v=akaWUe0mum8

Mais informações em mil.up.pt/aai2lab and scopionetwork.com/news

 

VSC Portable Projetor

 
 
 
 

CONCURSO INTERNACIONAL DE IDEIAS - PROJETOR PORTÁTIL

Visual Spaces of Change (VSC) 

Projeto de investigação VSC: U. Porto – CCRE-CEAU/FAUP

U.Minho – Centro ALGORITMI – Lab2PT

Prazo para submissão de propostas: 31 de Janeiro de 2019

CONTEXTO GERAL
Este concurso desafia estudantes de arquitectura, artistas e equipas multidisciplinares a conceber um dispositivo móvel  para a exibição de projetos de fotografia contemporâneano âmbito do projeto VISUAL SPACES OF CHANGE - VSC. VSC é a primeira etapa de um projeto de Arquitetura, Arte, Imagem e Inovação (AAI2) sobre dinâmicas emergentes de mudança na Área Metropolitana do Porto (AMP). Diversos projetos de Fotografia Contemporânea (CPP) serão desenvolvidos para o VSC e implementados em locais específicos, concebidos como "narrativas visuais" que interferem intencionalmente com o território metropolitano num exercício de representação autorreflexiva de seu próprio processo de mudança urbana. Esta rede de espaços públicos e coletivos constituirá um "Museu Aberto" na AMP, estimulando instituições artísticas e culturais a ampliar seu alcance e participação no espaço público.

O território em estudo neste projeto é utilizado simultaneamente como laboratório para experimentação empírica e palco de representação visual dos agentes e processos de mudança urbana que se pretendem analisar. Este projeto produzirá sínteses visuais dessas dinâmicas para dar visibilidade a aspetos específicos da sua natureza interconectada e singularidade histórica que são difíceis de perceber sem o uso propositivo da imagem e da fotografia. Este projeto abre novos caminhos de investigação ao propor uma combinação original de métodos de investigação visual e análise espacial para alterar perceções sobre dinâmicas contemporâneas de mudança do espaço público, com o objetivo de transformar coletivamente os imaginários da cidade à escala metropolitana, contribuindo para a identificação de oportunidades de coevolução entre cidadãos, instituições e o ambiente urbano. 

Este concurso de ideias insere-se assim numa dinâmica de investigação e criação de um conjunto de ferramentas que visam dar resposta à necessidade de desenvolver uma leitura e comunicação mais profunda sobre processos de transformação da cidade, através do universo da imagem, em especial  da fotografia, suportando a comunicação de conteúdos relacionados com dinâmicas emergentes no espaço público da AMP em articulação com espaços identitários e históricos, bem como museus e outros espaços culturais.


TEMA E OBJETO DE CONCURSO
Inserido neste contexto alargado, este concurso pretende premiar ideias originais para a criação de um conjunto de dispositivos móveis para a exibição de diversos conteúdos analógicos e digitais. 

O dispositivo proposto por cada candidato deverá ser constituídos por uma estrutura que seja leve e portátil ou que integre mecanismos de locomoção capazes de ser facilmente deslocada ao longo dos espaços de exibição dos projetos fotográficos. 

A avaliação das propostas valorizará o desenho da estrutura, a sua mobilidade e flexibilidade de uso e adaptação, a capacidade de ser utilizado em espaços exteriores e interiores e a exequibilidade do projeto, considerando que os projetores móveis estarão em diversos pontos da AMP. 

Os projetores portáteis devem ser desenhados de modo a proporcionar diversos níveis de interação com o público, a partir da exibição de fotografias, suportes em livro, tablets e iphone – de forma a serem dispositivos complementares a estes diversos suportes, dando assim resposta às seguintes categorias funcionais:

  1. Permitir diversos níveis de interação com o público, possibilitando por um lado a projeção de imagens (fixas ou em movimento) a partir dos CPP comunicando os diversos espaços das cidades e territórios da AMP selecionados. Por outro lado, permitir a interação individual com uma pessoa do público, entre representações de imagens fixas do espaço do VSNP e o espaço real;

  2. Permitir colocar fotografias individuais ou em suporte de livro com imagens das cidades e territórios da AMP e visualizar essas imagens bidimensionais em três dimensões (estereoscopia) o que irá permitir uma experiência cinestésica que desafia a visão normal monocular;

  3. Permitir a colocação de aparelhos de ipad e iphone no projetor portátil e este projetar a uma outra escala no espaço dos VSNP os conteúdos de diversas narrativas visuais e CPP que estarão acessíveis através de uma plataforma online VSC, bem como através da realidade aumentada (4D).

Através destas funcionalidades os projetores portáteis permitem ao público confrontar a realidade dos espaços com diversos suportes e géneros de representação, aumentando a interação com o público e encorajando uma exploração do espaço e uma maior perceção crítica dos processos e dinâmicas de mudança no território em estudo. Os produtos desta investigação apresentam, portanto, um grande interesse e particular relevância para a promoção e divulgação dos espaços da cidade, assim como permitir diversos níveis de interação com a informação organizada ao longo do processo de investigação.


ORGANIZAÇÃO E RESPONSABILIDADE DO CONCURSO
A avaliação do concurso valorizará o desenho do Projetor Portátil, a sua mobilidade e flexibilidade de uso e adaptação, a capacidade de ser utilizado em espaços exteriores e interiores e a exequibilidade do projeto, considerando que os projetores móveis estarão em diversos pontos da AMP. 

Este concurso é aberto a todos os estudantes das áreas de Arquitectura e Design, a nível nacional e internacional, sendo possível e desejável a constituição de equipas multidisciplinares. Os estudantes / equipas com as propostas vencedoras terão oportunidade de se envolverem diretamente com o o projeto VSC, materializando a sua proposta com os devidos apoios materiais e conceptuais.

O lançamento e organização do concurso é da responsabilidade do grupo de investigação Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), integrado no centro de I&D da FAUP (CEAU), em colaboração com a Associação Cultural CITYSCOPIO, estando ligado ao projeto VSC.

A coordenação do concurso é da responsabilidade do consórcio CCRE-CEAU/FAUP e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO responsável pela candidatura apresentada pela U. Porto no concurso - Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (IC&DT) - http://www.poci-compete2020.pt/concursos/detalhe/AAC_02-SAICT-2017,

PARTICIPANTES
O concurso é aberto a todos os estudantes de Arquitectura e Design, ou a equipas multidisciplinares em que uma destas áreas está presente, a nível nacional e internacional.

Cada participação / proposta será enquadrada numa das categorias descritas na secção deste regulamento “Tema e objeto do concurso”: a), b), c) ou em mais do que uma categoria simultaneamente, conforme a versatilidade do projeto portátil proposto: 

A participação no concurso é individual ou em grupos até 5 elementos. Encoraja-se que a composição dos grupos seja interdisciplinar, tendo como requisito que um elemento seja estudante das áreas de Arquitectura ou Design.

PRÉMIOS
Ao(s) vencedor(es) será atribuído um prémio monetário ou um equipamento informático.

As propostas dos(s) autor(es) ou equipa(s) que forem premiadas ou receberem menção honrosa terão o seu estudo e créditos incluídos no projeto de investigação VSC, sendo pelo menos assegurada a integração de uma das propostas para execução, divulgação, publicitação, exposição e utilização no âmbito do VSC .

1º O(a)s autores das propostas vencedoras serão contactado(a)s no sentido de aprofundarem o projeto, com apoio do CCRE-CEAU-FAUP, AAi2 Lab e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO e outros parceiros, nomeadamente a empresa Jofebar | Portugal no sentido de viabilizar a sua construção.

2º Sem prejuízo dos prémios atribuídos a cada uma das propostas vencedoras será dado um certificado de participação a cada equipa do concurso, bem como as suas entradas serão divulgadas nas plataformas e redes do grupo CCRE (websites, redes sociais, etc.).

3º A entrega dos prémios será feita em cerimónia pública a realizar na FAUP contando com a presença da Jofebar durante o ano de 2019.


MATERIAL A SER ENTREGUE POR CADA CANDIDATO:
- Cartaz, em formato A1, impresso com a apresentação da proposta/conceito. Os elementos gráficos a apresentar deverão ser decididos por cada concorrente e deverão privilegiar uma comunicação expressiva da ideia e da sua materialização.

- No caso de ser selecionado para executar a proposta, o concorrente terá que entregar, dentro do prazo de duas semanas após anúncio do resultado, um dossier A3 com plantas complementares, cortes, pormenores construtivos e memória descritiva. No caso de não cumprir esta obrigatoriedade, a organização reserva o direito de a desqualificar e eleger a proposta em segundo lugar para ser concretizada, passando pelo mesmo processo.

- Qualquer concorrente pode entregar o dossier complementar à proposta antes de ser anunciado o vencedor, se considerar necessário para melhor compreensão do projeto.

- CD com PDF do Cartaz A1 (resolução de 300dpi) e do Dossier A3 (se aplicável).

- Documento em formato A4 contendo informação pessoal sobre o concorrente, incluindo nome de cada elemento, contacto telefónico, email e Instituição de Ensino.

A entrega dos trabalhos será efectuada até às 18h00 do dia 1 de Janeiro 2019, nas instalações do CCRE (no CEAU-FAUP) ou por correio. Qualquer concorrente poderá entregar a sua proposta antes dessa data. No acto da entrega será facultado aos participantes um recibo comprovativo de recepção dos trabalhos.

JÚRI
Os trabalhos serão avaliados por um júri composto pelos seguintes elementos:
– Pedro Leão Neto (FAUP, coordenador VSC);
- Luis Gonzaga (UMINHO)
- José Barbedo (FAUP, investigador CCRE);
- Francisca Azevedo (UMINHO)
- Pedro Bandeira (UMINHO)
- Francisco Ferreira (UMINHO)
- (convidado(s) exteriores ao projeto)

Em caso de empate, o coordenador do CCRE terá voto útil e soberano. O júri reserva o direito de não atribuir qualquer um dos prémios previstos no presente regulamento caso considere que os trabalhos apresentados não satisfazem os níveis meritórios esperados. As decisões do júri são soberanas, não admitindo recurso.


PRÉMIOS
Os prémios para o(s) 3 vencedor(es) será a inclusão do seu estudo e créditos no projeto de investigação VSC, sendo pelo menos assegurada a inclusão de uma das propostas para execução. O(a)s autores das propostas vencedoras serão contactado(a)s no sentido de aprofundarem o projeto, com apoio do CCRE-CEAU-FAUP, AAi2 Lab e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO e outros parceiros, no sentido de viabilizar a sua construção.

Sem prejuízo dos prémios atribuídos a cada uma das propostas vencedoras será dado um certificado de participação a cada equipa do concurso, bem como as suas entradas serão divulgadas nas plataformas e redes do grupo CCRE (websites, redes sociais, etc.).

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS
O resultado do concurso será anunciado até ao dia 28 de Fevereiro de 2019 no sítio do concurso, redes socaiis e plataformas associadas ao projeto VSC, nomeadamente http://scopionetwork.com/ , https://sigarra.up.pt/faup/pt e outros meios de divulgação pública.


Propriedade e autorizações

Sem prejuízo pelos respectivos direitos de autor, os trabalhos entregues pelos concorrentes passarão a ser propriedade das entidades organizadoras às quais serão reservados os direitos de publicação e exibição.
O CCRE reserva o direito de divulgar, no âmbito do presente concurso, pelos meios que entender serem mais convenientes, os trabalhos entregues pelos concorrentes, fazendo sempre referência à autoria dos trabalhos.
A propriedade intelectual dos trabalhos é reservada aos autores.

DISPOSIÇÕES GERAIS
O acto de se apresentar a concurso pressupõe a aceitação total das regras definidas pelo presente Regulamento.
O não cumprimento das regras inviabiliza a admissão no concurso.
A organização não aceita quaisquer responsabilidades adicionais à excepção das explicitadas no presente Regulamento, directa ou indiretamente decorrentes deste Concurso.

BIBLIOGRAFIA DE ESTUDO / REFERÊNCIA / LINKS ÚTEIS
http://www.versare.com/blog/building-a-maze-with-portable-partitions
http://dayanitasingh.net/
https://www.youtube.com/watch?v=dbbZnMIAi7Y
https://www.youtube.com/watch?v=Quu5uLfts6Q
https://www.pinterest.pt/pin/188517934376063373/
https://www.pinterest.pt/kikkiprince/exhibition-designspaces/?lp=true
https://www.pinterest.pt/pin/567875834243778626/
https://www.pinterest.pt/pin/213569207307960940/
https://www.pinterest.pt/pin/24488391703076192/
https://www.pinterest.pt/pin/511228995182986370/
https://www.pinterest.pt/search/pins/?q=portable%20gallery&rs=typed&term_meta[]=portable%7Ctyped&term_meta[]=gallery%7Ctyped
http://www.worksprogress.org/projects/
http://www.worksprogress.org/files/gimgs/24_mmprojection.jpg
sfmobilemuseum.blogspot.com/
http://mortati.com/projects/
https://artcom.de/en/blog-en/beyond-the-kiosk-prototyping-mobile-experience-for-responsive-spaces-2/
https://s-media-cacheak0.pinimg.com/736x/71/d1/13/71d113df9e9219a6ede109bcf85a20ed.jpg
https://www.pinterest.pt/pin/204984220514474901/
https://modernismmodernity.org/articles/moving-pictures-magic-lanterns
https://www.google.pt/search?q=public+space+%2B+portable+box+%2B+mobile+museum+%2B+MIT&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiu16eD7oXUAhVEOhQKHbddC1gQ_AUIBigB&biw=1619&bih=885#q=public+space+%2B+portable+box+%2B+mobile+museum+%2B+MIT&tbm=isch&tbs=rimg:CUd5ZO95nqKjIjhRUTncQis1NY6-yIzLxI0piYmpe8l6Vx9yr1AZfFObKApfB4ceJEKObHEIO7mBxCGLaSNwUP_1noyoSCVFROdxCKzU1EQBGeGJviC0gKhIJjr7IjMvEjSkRFAk5YuzTYRMqEgmJial7yXpXHxFpBo0eKWaZlioSCXKvUBl8U5soEYCdsdRGXxbJKhIJCl8Hhx4kQo4RpMMMOnEedTYqEglscQg7uYHEIRFZ3rEaflV4hyoSCYtpI3BQ_1-ejERrJk55mtWk5
https://modernismmodernity.org/sites/default/files/media/Foutch%20fig.%2025.jpg


LANTERNAS MÁGICAS
http://cinemathequefroncaise.com/Chapter1-1/CHAPTER_01_PART_01.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Magic_lantern
https://www.youtube.com/watch?v=wi1RH9ReQlo


EXIBIÇÃO DE VIDEO/FILME DE RUA “PEEP SHOW”
https://www.google.pt/search?q=street+cinematograph&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiC3-rn9YXUAhUGNxQKHUEHB8YQ_AUICigB&biw=1619&bih=885#imgrc=etjO4bcGB7MFjM:
https://www.google.pt/search?q=street+cinematograph+%2B+PEEP+SHOW&client=firefox-b&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwic3af59oXUAhXEuxQKHWJSDy0Q_AUIBigB&biw=1619&bih=885#imgrc=4XReChPagkgv7M:
http://www.etymonline.com/index.php?term=scope

LOMO E FOTOGRAFIA STEREOCÓPICA
https://edoc.hu-berlin.de/bitstream/handle/18452/7602/klahr.pdf
https://www.lomography.com/magazine/320554-6-stereoscopic-cameras-for-analogue-3d-photography
http://www.londonstereo.com/stereophotography.html
http://www.londonstereo.com/stereophotography.html
https://www.pinterest.pt/pin/350577152228336887/?lp=true
https://www.youtube.com/watch?v=akaWUe0mum8

Mais informações em mil.up.pt/aai2lab and scopionetwork.com/news