APRESENTAÇÃO PÚBLICA | 23 JANEIRO | REITORIA DA U.PORTO

 
Proposta Banner Apresentação.jpg

APRESENTAÇÃO PÚBLICA

DPIc - Concurso Internacional de Desenho e Fotografia: Espaço e Identidade nas Faculdades da U. Porto e Estrutura Portátil de exposição de Imagens para Espaços de Mudança Visual - Concurso de Ideias e Anúncio do 5º Congresso Internacional: On the Surface: Photography on Architecture VSC - Unveiling the publicness of urban space

Na próxima quarta feira, dia 23 de janeiro, realiza-se na Reitoria U.Porto, a apresentação pública dos concursos DPIc - Concurso Internacional de Desenho e Fotografia: Espaço e Identidade nas Faculdades da U. Porto e Concurso de Ideias - Estrutura Portátil de exposição de Imagens para Espaços de Mudança Visual, bem como o anúncio do 5º Congresso Internacional ON THE SURFACE: PHOTOGRAPHY ON ARCHITECTURE - “Visual Spaces of Change: unveiling the publicness of urban space”

A iniciativa, de entrada livre, é organizada pela Reitoria da U. Porto e o Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE / CEAU / FAUP), no âmbito do projecto Visual Spaces of Change - VSC, referência POCI-01-0145-FEDER-030605, financiado por fundos nacionais através da FCT/MCTES e cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do COMPETE – Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI). 

O tema nuclear do Concurso Internacional de Desenho e Fotografia (DPIc) sobre a Identidade das 14 Faculdades da U. Porto: Visual Spaces of Change (VSC) é a ideia de Utopia e Espaços Visuais de Mudança (VSC) e é dirigido a todos os estudantes das 14 Faculdades da U. Porto – estudantes de 1.º, 2.º e 3.º Ciclos ou jovens investigadores pertencentes a qualquer instituição de ensino superior e / ou investigação da U. Porto. 

O concurso de ideias Estrutura Portátil de exposição de Imagens para Espaços de Mudança Visual desafia estudantes de arquitectura, artistas e equipas multidisciplinares a conceber uma estrutura multi-funcional portátil que permita a projeção e exposição de imagens através de módulos facilmente montados nos locais de exibição do projeto Visual Spaces of Change (VSC) - projeto de investigação coordenado pelo Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), integrado no centro de I&D da FAUP (CEAU) Universidade do Porto (UPorto), em consórcio com a Universidade do Minho (com a participação do Centro ALGORITMI e Lab2PT - UMinho). 

VISUAL SPACES OF CHANGE - VSC é a primeira etapa de um projeto de Arquitetura, Arte, Imagem e Inovação sobre dinâmicas emergentes de mudança na Área Metropolitana do Porto (AMP). Projetos de Fotografia Contemporânea (CPP) serão desenvolvidos e implementados em locais específicos, concebidos como "narrativas visuais" que interferem intencionalmente com o território metropolitano num exercício de representação autorreflexiva de seu próprio processo de mudança urbana. Esta rede de espaços públicos e coletivos constituirá um "Museu Aberto" na AMP, estimulando instituições artísticas e culturais a ampliar seu alcance e participação no espaço público.

 

Duels / Duets (AAI)

 
sqarepic4_0.jpg

DUELS / DUETS

with Fernanda Fragateiro and Manuel Aires Mateus

On the past November 27th, the third session of the Architecture, Art and Image Conference Cycle, took place at the Casa das Artes, in Porto.

This is a Conference Cycle organised by architects Camilo Rebelo and Pedro Leão Neto, in partnership with scopio Editions and CCRE research group (FAUP) and with the institutional aid of Casa das Artes and Faculty of Architecture of University of Porto, and the promotion of Direcção Regional da Cultura do Norte (DRNC), Cityscopio Cultural Association and Camilo Rebelo, Arquitecto.

The guests were: artist Fernanda Fragateiro and architect Manuel Aires Mateus.

The AAI series is aimed at promoting a global critical analysis around the practice and discipline of architecture and art in general, looking for various intersections between these two worlds, as well as their connection with the universe of images.

The "Duet/Duel" sessions are integrated into the AAI program intended to constitute a space for “tertulia”, debate and reflection on Architecture, Art and Image.

image Fernanda Fragateiro

 

2ND EDITION OF THE AAI DEBATES AT MIL-UP

 
 

EN / PT

2ND EDITION OF THE AAI DEBATES AT MIL-UP

On the past 12th of December the second series of the AAI debates - Architecture, Art and Image took place at the Media Inovation Laboratories of the University of Porto (MIL-UP), in which scopio Editions was part of the organization together with the research group CCRE - CEAU from the Faculty of Architecture of the University of Porto (FAUP), MIL-UP and the Laboratory of Architecture, Art, Image and Inovation (AAi2Lab).The second edition of AAI was dedicated to the project Visual Spaces of Change. After the presentation of the project by Pedro Leão Neto, two roundtables have been held along the day.

The theme of the morning's round table was "Image and Transformation of Public Space: the use of Photograph as an Instrument to Research and Question the City" - in this debate opened to a full audience, several research papers were presented in the scope of documentary photography and (FBAUP), followed by interventions by Manuela Matos Monteiro (SPACE MIRA), José Miguel Rodrigues (FAUP), Pedro Bandeira (Faculty of Architecture U.Minho), Luís Gonzaga (Center ALGORITMI U.Minho) and Pedro Moura (Metro do Porto).

In the afternoon, the second roundtable was presented with the theme "Visual Research Methods and Transdisciplinary Approaches for the Construction of Bridges Between Architecture, Art And Image." This table was attended by and presented by architects, photographers, academics, curators and artists such as Daniel Moreira and Rita Castro Neves, Andreia Garcia (Architect and Curator), Isa Clara Neves (Investigadora de Pós Doutoramento / Ces), Susana Lourenço Marques and José Carneiro (FBAUP), Francisco Adão da Fonseca and Pedro Jervel (SKREI), Lara Jacinto (Photographer), David Viana (CM Porto) and Manuela Pinto (MIL / New Media for Heritage Lab).

The VSC presentation and subsequent debates, besides other things, allowed to explore diverse ways of how contemporary photography can be explored as a meaningful instrument of research about contemporary processes of urban change, producing visual synthesis about how architectures, places and spaces are used and lived, rendering visible aspects which are difficult to perceive without the purposeful use of image and photography.The wide range of institutions, organizations, groups, researchers and authors with an interest in architecture, cultural and artistic production, from inside and outside the academia world, that participated in this second edition of AAI debates confirmed the relevance of this initiative for opening academia to society, fostering greater social interaction among researchers, artists and curators beyond their traditionally circumscribed spaces of action, expanding their capacity to participate in the public domain, which is a common objective of the AAI debates, the MIL-UP Laboratories and the project Visual Spaces of Change.

 

INAUGURAÇÃO/OPENING da terra acesa | sput&nik the window |

 
da Terra Acesa_T.jpg
 

É já este sábado, dia 24, a partir das 21h30, que inaugura a exposição da terra acesa de Rita Castro Neves e Daniel Moreira na sput&nik the window, no Porto. 

O som é do Gustavo Costa e o texto da exposição da Vera Lúcia Carmo.

Sinopse

Para quem se debruça sobre a paisagem, os incêndios florestais portugueses - da destruição, da má política, do lucro fácil e da má memória – são matéria sensível para trabalhar questões muito prementes sobre território, ação humana e natureza.­­

Por força dos grandes incêndios de 15 de outubro de 2017 em Pedorido, Castelo de Paiva, nas desativadas Minas do Pejão, o carvão que se encontra debaixo da terra e que está naturalmente em combustão lenta, ativa-se com o aquecimento global provocado pelo incêndio florestal, entrando em combustão acelerada visível. À destruição provocada em cima da terra corresponde uma ebulição debaixo dos pés – num movimento descontrolado e em cadeia que ameaça, com fumo e fogo, a vida à superfície.

Foi nas antigas Minas do Pejão, dentro do seu terreno vedado, e na altura a ser tratado com químicos, que com Gustavo Costa, gravámos imagens e sons com paus queimados de uma árvore que outrora pertenceu a uma mata.

da terra acesa é uma instalação realizada para o espaço da sput&nik the window, que apresenta uma paisagem e o seu avesso, para a partir da construção de uma aparência e do seu reverso pensar a destruição do território e a estrutura do comportamento humano. Assim se reacendendo feridas antigas.

Sound is by Gustavo Costa and the exhibition text by Vera Lúcia Carmo.

Inauguração no sábado 24 de Novembro de 2018 às 21h30
Último dia da exposição dia 19 de Janeiro de 2019
Rua do Bonjardim nº 1340 no Porto | sputenik169@gmail.com
Horário por marcação (919 010 716) de quinta a sábado

daniel moreira & rita castro neves
www.danielmoreira.net | www.ritacastroneves.com

 

2º Ciclo de debates AAI - Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação

 
 
cartaz_debates_aai2lab_191118.jpg
 
 

DEBATES

AAi2 Lab

2º Ciclo de debates AAI - Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação

1º Conferência / mesa redonda -  Visual Spaces of Change: A fotografia como instrumento de reflexão sobre a transformação do espaço público.

12 de Dezembro | 9:30 - 18:00 | MIL

PROGRAMA

9:15 Receção e café
9:30 Apresentação do projeto “Visual Spaces of Change"
10:30 Coffee break
11:00 Mesa redonda 1: "Imagem e transformação do espaço público: o uso da fotografia e abordagens multidisciplinares artísticas como instrumentos de investigação, mapeamento e questionamento do espaço público e sua arquitectura"
12:30 Almoço convívio
14:30 Mesa redonda 2: “Métodos de investigação visual e abordagens multidisciplinares para a construção de pontes entre Arquitetura, Arte e Imagem"
15:45 Debate aberto aos laboratórios MIL e alunos de suas unidades orgânicas: “Espaços visuais de mudança: desafios de investigação e oportunidades para a inovação"
18:00 Encerramento e lanche



Visual Spaces of Change: a fotografia como instrumento de reflexão sobre a transformação do espaço público

Com o apoio institucional da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), os Laboratórios de Inovação em Media da Universidade do Porto MIL-UP, e a scopio Editions, será realizado o  2º Ciclo de debates AAI – Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação, sob o tema “Visual Spaces of Change: a fotografia como instrumento de reflexão sobre a transformação do espaço público” é organizado pelo Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE / CEAU / FAUP) e o Laboratório de Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação (AAi2 Lab), no âmbito do projecto VSC em parceria com os MIL-UP.Este ciclo de debates está inserido no projeto de investigação “Visual Spaces of Change”, AAC n.º 02/SAICT/2017 (refª POCI-01-0145 - FEDER - 030605), cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e por fundos nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT, I. P.).

A série de conferências AAI pretende constituir um espaço de Debate e Reflexão sobre Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação. O objectivo específico desta segunda série é o de criar um espaço de exploração, debate e reflexão de ideias em volta de novos caminhos de investigação sobre o espaço público, com um enfoque em dinâmicas emergentes de transformação urbana. Isto implica, entre outras coisas, o desenvolvimento de uma abordagem multidisciplinar capaz de combinar diversos métodos de representação visual - com especial incidência na fotografia documental e artística em suportes analógicos e digitais - com outros instrumentos de investigação qualitativa e quantitativa aplicados à análise de redes urbanas.

A estrutura deste evento, que terá a duração de um dia inclui diversas apresentações em volta de duas mesas redondas de discussão sobre as temáticas de interesse do projecto VSC. Será material de apresentação ou base de discussão qualquer estudo e / ou projectos dos investigadores que estes considerem de interesse para o projecto VSC. Os moderadores das mesas redondas deverão, seguindo a linha das temáticas do evento - Visual Spaces of Change (VSC): the use of Image and Photography for reflecting on public space transformation - trabalhar diversas questões inerentes ao projecto VSC, muitas delas oriundas das apresentações que serão efectuadas na mesa redonda, assumindo um papel significativo para o envolvimento dos participantes no grupo de discussão.  

As temáticas do VSC que deverão orientar as apresentações / intervenções dos participantes em cada uma das mesas redondas serão as seguintes:

Métodos de investigação visual e abordagens multidisciplinares para a construção de pontes entre Arquitetura, Arte e Imagem

  • Estratégias de investigação a adoptar no uso de imagens (Desenho, Fotografia, ilustrações, etc.) para comunicar uma determinada visão crítica e / ou prospectiva sobre espaços públicos e arquitectura;

  • Estratégias de investigação e monitorização para avaliação dos espaços e dos seus usos / apropriação por parte de diversos públicos;

  • Instrumentos de investigação que combinam instrumentos de análise quantitativos e qualitativos (metodologias de análise de sintaxe espacial, entrevistas, fotografia e desenho) sobre espaços públicos e arquitectura integrando nos seus processos de análise o uso da imagem;

  • Estratégia de utilização mista de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e espaços físicos da cidade como arenas de debate, análise, comunicação e monitorização de conteúdos diversos sobre espaços públicos e arquitectura e sua interação com público - suportes em rede / móveis e software (plataformas, apps, etc.);

Imagem e transformação do espaço público: o uso da fotografia e abordagens multidisciplinares artísticas como instrumentos de investigação, mapeamento e questionamento do espaço público e sua arquitectura

  • Estratégias a adoptar no uso de fotografia contemporânea - documental e artística  - para mapear, questionar e investigar espaços públicos e arquitecturas

  • Estratégias de investigação e monitorização qualitativas (inquéritos, entrevistas, etc.) para avaliação do impacto na percepção pública de projectos de comunicação visual (fotografia contemporânea) sobre espaços públicos e arquitectura;

  • Estratégias e componentes de expressão artística utilizadas para explorar, pesquisar e questionar os espaços públicos e arquitectura – dança, arte pública, performance e outras.

  • Estratégias a adoptar no uso de fotografia contemporânea para o estudo da transformação de certos espaços urbanos e arquitecturas, suas dinâmicas contemporâneas e / ou emergentes de transformação e apropriação por parte de diversos públicos;

COMISSÃO CIENTÍFICA

Ana Francisca de Azevedo é licenciada em Geografia, desenvolveu o seu mestrado no âmbito da Educação Ambiental e o doutoramento no âmbito da Geografia Cultural. É Professora Auxiliar no Departamento de Geografia, Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, e investigadora integrada do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade e membro da Rede Internacional de Pesquisa - Imagens, Geografias e Educação.

Iñaki Bergera é Arquitecto PhD pelo ETSAN, Mestrado pela Universidade de Harvard em 2002 e Professor Associado da Escola de Engenharia e Arquitetura da Universidade de Zaragoza, tendo ensinado anteriormente no ETSAN (1997-2007) e na Universidad Europea em Madrid (2007-09). Iñaki foi professor visitante e crítico convidado no London AA, Harvard GSD, TEC em Monterrey e as Escolas de Arquitetura da Universidade do Arizona, Bologna-Cesena, FAUP e Antuérpia.

João Carlos Castro Ferreira é Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto em 1992, Mestre em Construção de Edifícios pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto – 2002/2004 e Doutor em Arquitectura - Dinâmicas e Formas Urbanas, pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto. É atualmente docente e coordenador das áreas científicas de Construção da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa.

José Barbedo é licenciado em Arquitetura pela FAUP, Mestre em Planeamento pela FEUP e Doutor em Engenharia Civil pela UFRJ. É atualmente investigador integrado no Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo. O seu trabalho de investigação dedica-se ao estudo de dinâmicas sociais, económicas e políticas que contribuem para a transformação do território, com enfoque nos processos de reprodução de conflitos socio-ambientais.

Luís Gonzaga Magalhães é bacharel e mestre em Informática pela Universidade do Minho e Doutor em Informática pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Atualmente é Professor Auxiliar com Agregação na Escola de Engenharia da Universidade do Minho, e pesquisador sénior no Centro ALGORITMI. Desenvolve investigação em Visão Computacional, Realidade Aumentada, Computação Gráfica, participando em projetos relacionados a Modelagem Expeditiva, Ambientes 3D Imersivos, Patrimônio Virtual e Sistemas de Realidade Mista. 

Marco Iuliano é Arquitecto especializado em Teoria e História da Arquitectura. Ensinou em Italia, França, Reino Unido. Recebeu diversas bolsas e fellowship grants da British Library, no Centro de Architectura Andrea Palladio e do Governo Italiano. Em 2005 foi-lhe atribuído uma bolsa de pós-doutoramento do Conselho Nacional de Investigadores Italiano. Entre 2005 e 2008 foi Investigador Principal do Arquivo Digital financiado pela Companhia de San Paolo para o Archivio Fotografico Parisio, um dos maiores arquivos de imagens arquitectónicas italiano.

Pedro Bandeira é Arquitecto (FAUP 1996), sendo atualmente Presidente da Escola de Arquitectura da Universidade do Minho e membro investigador do Lab2PT. Em 2004 integrou a exposição Metaflux na representação portuguesa na Bienal de Arquitectura de Veneza e em 2005 representou Portugal na Bienal de Arquitectura deSão Paulo. Em 2007 concluiu a tese de doutoramento sob o título Arquitectura como Imagem, Obra como Representação: Subjectividade das Imagens Arquitectónicas.

Pedro Leão Neto é Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (1992), Mestrado em Planeamento e Projecto do Ambiente Urbano (U. Porto, 1997) e PhD em Planning and Landscape (Universidade de Manchester, 2002). É regente das disciplinas de Comunicação, Fotografia e Multimédia do 2º ciclo (C.F.M.) e CAAD do 1º ciclo da FAUP, e coordenador do grupo de investigação CCRE, integrado no centro de I&D da FAUP, coordenador do AAI 2 Lab, Director da Associação Cultural Cityscopio (ACC) e Editor Coordenador das publicações da scopio Editions.

https://sigarra.up.pt/faup/pt/noticias_geral.ver_noticia?P_NR=49862

 

IRI - LANÇAMENTO E APRESENTAÇÃO DO 5º NÚMERO DA PUBLICAÇÃO SCOPIO MAGAZINE

 

LANÇAMENTO E APRESENTAÇÃO DO 5º NÚMERO DA PUBLICAÇÃO SCOPIO MAGAZINE " CROSSING BORDERS, SHIFTING BOUNDARIES: CITY ”


Dia 31 de outubro às 11h30 no IMAGENS DO REAL IMAGINADO (IRI) na Biblioteca Almeida M. Garrett, Porto.
Entrada livre (sujeita à lotação da sala).

A apresentação da sessão estará a cargo de Olívia Da Silva que falará nos dois novos projectos editoriais  - CONTRAST e VIEWFINDER - em volta dos universos da Fotografia e Arquitectura envolvendo uma parceria entre ouniMAD - ESMAD e  CCRE - CEAUFAUP e scopio Editions. A moderação será assegurada por Pedro Leão Neto(Coord. Edições scopio) que que mediará uma conversa em torno do tema Fotografia, Arquitectura e Arte, contando com a presença de Paulo Catrica (Fotógrafo e autor convidado scopio Magazine) José Maças de Carvalho (Fotógrafo e autor convidado scopio Magazine).

SOBRE A PUBLICAÇÃO

A scopio Magazine, uma publicação periódica anual cuja responsabilidade editorial é do grupo de investigação CCRE pertencente ao Centro de Estudos de Arquitecura e Urbanismo (CEAU) da FAUP, é o suporte de divulgação e investigação ligado em termos gerais à Arquitectura, Arte e Imagem (AAI) e, em termos específicos, à Fotografia Documental e Artística relacionada com Arquitectura, Cidade e Território. A publicação desenvolve-se através de ciclos temáticos e tem como propósito divulgar diversos autores e trabalhos na área da Fotografia Documental e Artística que de alguma forma promovam uma reflexão sobre o contributo das imagens na compreensão da realidade e na construção de imaginários, entre o documento e a ficção, entre a reprodução e a manipulação, entre o analógico e o digital.  O universo da Arquitectura é, assim, entendido de uma forma abrangente como uma prática e disciplina capaz de integrar os domínios sócio - económico, político, histórico e técnico. Por outro lado, interessam-nos trabalhos onde a imagem fotográfica é principalmente utilizada como um instrumento de investigação que permite descobrir novas perspectivas sobre a arquitectura e suas vivências.   A scopio Magazine serve também para o envolvimento de sectores académicos, culturais e sociais em concepções e práticas dotadas de poder de inovação relativas à cidade, nas suas múltiplas vertentes, com especial destaque para as que utilizam a fotografia e a imagem como instrumentos críticos do território. Crossing Borders e Shifting Boundaries, Cidade é o tema principal e categoria do ciclo atual da scopio Magazine que focaliza o seu interesse em países diversos, questionando como é que a arquitetura se transforma, como reflete diferentes identidades culturais híbridas em muitos países e como tudo isso interage e afeta as nossas cidades e paisagem, considerando as categorias mencionadas: Arquitetura , Cidade e Território.

 

SCOPIO EDITIONS

O universo de interesse da scopio Editons é, em termos gerais, o da Arquitectura, Arte e Imagem (AAI) e, em termos específicos, o da Fotografia Documental e Artística relacionada com Arquitectura, Cidade e Território.  Neste contexto, a Arquitectura é entendida de uma forma abrangente como uma prática e disciplina capaz de integrar os domínios social, económico, político, histórico e técnico.  A scopio Editions tem uma linha editorial com uma estrutura dinâmica constituída por publicações periódicas e não periódicas com o objectivo de difundir diversos trabalhos e autores que utilizam ou investigam o universo da Arquitectura, Arte e Imagem de uma forma critica, exploratória e inovadora, com especial incidência na Fotografia Documental e Artística, relacionada com Arquitectura, Cidade e Território.

CONTRAST

Através da colaboração alargada a diversos editores, autores e docentes ligados ao universo de ensino e pesquisa da Fotografia no ensino superior, a nova publicação CONSTRAST tem a capacidade de publicar um conjunto alargado de textos críticos escritos por Educadores e Investigadores focados em projetos fotográficos de estudantes considerado de especial interesse. Acreditamos que esta publicação vem preencher uma importante lacuna no universo do ensino da Fotografia no superior em Portugal que é a inexistência de uma publicação que reúna um conjunto diversificado de textos de análise crítica e reflexão sobre projectos fotográficos realizados em contexto de ensino e investigação e representativos das principais instituições portuguesas ligadas ao ensino da Fotografia. 

 

SOBRE OS AUTORES


Olívia Marques da Silva

Nascida em 1962, Olívia Marques da Silva, vive e trabalha no Porto. Licenciada em Filosofia pela Universidade do Porto e doutorada em Fotografia pela Escola de Arte & Design de Derby, Reino Unido (Ph.d.,Mphil/Ph.d./MA).

Olívia da Silva associa a atividade académica à expressão artística enquanto fotógrafa, participando em diversas exposições individuais e coletivas. "A natureza documental do meu trabalho obriga a um extenso trabalho com as pessoas e os lugares que são o tema da minha fotografia. Parte desta abordagem é sobre a relação do sujeito e o fotógrafo e não existem atalhos para o tipo de negociação e diálogo que deve ter lugar ao longo do projeto". (in ScopioNetwork)
A ligação ao Politécnico do Porto começou em 1992. Foi diretora do Departamento de Artes da Imagem da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE). É atualmente presidente da Comissão Instaladora da Escola Superior de Media Artes e Design (ESMAD) do P.PORTO. Entre uma coisa e a outra foi presidente do Conselho Técnico-Científico da ESMAE. Colabora com os seguintes centros de investigação: CCRE, FAUP e eCPR/South Wales University.

Paulo Catrica

Paulo Catrica nasceu em Lisboa, Portugal. Estudou Fotografia na Escola do Ar.Co em Lisboa (1985) e História na Universidade Lusíada, também em Lisboa (1992). Catrica completou o Mestrado em Imagem e Comunicação do Goldsmith's College em Londres (1997) e o doutoramento na Escola de Arte e Mídia da Universidade de Westminster. Ganhou bolsas de pesquisa do Centro Português de Fotografia (1999), da Fundação Calouste Gulbenkian, Londres (2001) e Fundação da Ciência e Tecnologia (2006/2010 e 2014/2017). Desde 1997 que o seu trabalho é exibido internacionalmente. Locais recentes incluem a Galeria de Presença (Porto, 2016), o Centro Internacional das Artes José de Guimarães (Guimarães, 2015), o Museu Nacional de Arte Antiga (Lisboa, 2015), o C.A.A.A. (Guimarães, 2014), o Centro de Arte Moderna, a Fundação Gulbenkian (Lisboa, 2013), a FruitMarket Gallery (Edimburgo, 2012), The Bluecoat (Liverpool, 2012), Milton Keynes Art Gallery (2011), EDP Museum (Lisboa, 2011), Galeria de Arte Contemporânea Carlos Carvalho (Lisboa, 2011), Circuit Gallery (Toronto, 2010), The Mews Project (Londres, 2011), Fundacio Foto Colectania (Barcelona, 2010) e Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, 2010). Juntamente com Luísa Costa Dias organizou o projeto Uma Cidade de Futebol, exibido na Cordoaria Nacional, em Lisboa (2004). Com Pedro Bandeira, participou na exposição Missão Fotográfica Paisagem Transgénica, mostrada no Centro Cultural Vila Flôr, em Guimarães (2012), como parte ao Capital Europeia da Cultura de 2012. Tem como principais publicações, monografias, Memorador (2015), Mode d'emploi (2014), TNSC (2011), Liceus (2005), Você está aqui (2003) e Periferias (1998). O seu trabalho está em numerosas coleções públicas e privadas em Portugal, Espanha, Finlândia, França, Reino Unido, Alemanha, Índia, Brasil e Canadá. O documentário de televisão Entre Imagens da RTP2 (episódio 7, 2014), um projeto coordenado por Sergio Mah e dirigido por Pedro Macedo, é dedicado ao seu trabalho.

 

Pedro Leão Neto

Pedro Leão Neto é licenciado em arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto – (FAUP, 1992) onde actualmente é o responsável pelas disciplinas de Comunicação, Fotografia e Multimédia do 2º ciclo (CFM) e CAAD 1º ciclo. É coordenador do grupo de investigação CCRE integrado no centro de I&D da FAUP e possui um Mestrado em Planeamento e Projecto do Ambiente Urbano (U. Porto, 1997) e um PhD em Planning and Landscape (Universidade de Manchester, 2002). É director da Associação cultura Cityscopio, e coordenador do projecto editorial scopio Editions que é responsável, entre outras publicações, pela revista sobre fotografia e arquitectura SCOPIO International Photography Magazine e Sophia Journal, uma publicação académica anual com revisão por pares focalizada em publicar artigos críticos e exploratórios sobre o universo da imagem e arquitectura.

 

José Maças de Carvalho

José Maçãs de Carvalho (Anadia, 1960) é licenciado em Línguas e Literaturas Modernas - Estudos Portugueses e Ingleses, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1984). 
Concluiu Pós-Graduação em Gestão de Artes, no Instituto de Estudos Europeus de Macau (1998). No período em que viveu em Macau (de 1994 a 1998) foi Assistente Convidado no Instituto Politécnico de Macau e Coordenador Pedagógico da Televisão Educativa. 
Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian (1994), Fundação Oriente (1999-2003), Instituto Camões (2001) e Centro Português de Fotografia (2003). 
Em 2002 comissariou o projeto "Topografias da Vinha e do Vinho", missão fotográfica sobre a Região da Bairrada, (Cordoaria Nacional, Lisboa e Kunstlerhaus Bethanien , Berlim). 
Em 2003 comissaria e projeta as exposições temporárias e permanente do Museu do Vinho da Bairrada, Anadia. 
Em 2005 comissaria "My Own Private Pictures", na Plataforma Revólver, no âmbito da LisboaPhoto. Nomeado para o prémio BESPhoto 2005 (Janeiro a Março de 2006, CCB, Lisboa).no

 

TICYURB - THIRD INTERNATIONAL CONFERENCE OF YOUNG URBAN RESEARCHERS

 

TICYURB - THIRD INTERNATIONAL CONFERENCE OF YOUNG URBAN RESEARCHERS

SCOPIO ROUNDTABLE AND PHOTOGRAPHY EXHIBITION

London, 26 May 2015 

SCOPIO Photography Exhibition opening at the University of Liverpool in London

London, 33 Finsbury Square, EC2A 1AG, 4 p.m.

SCOPIO Roundtable at the Royal Institute of British Architects

London, 66 Portland Place, W1B 1AD, 6.30 p.m.

Through architectural photography, 'Crossing Borders, Shifting Boundaries' explores how migratory movements have influenced fabric, identity and people within the urban environment.

In search of new talents, the fourth SCOPIO international photography contest focused on crossing borders and shifting boundaries, emphasising photography as a questioning medium for architecture. The panel conferred awards to the projects 'Shangri-La' (Alnis Stakle, winner), 'Reconstruction' (Tahir Ün, mention) and 'Borderland' (Jiehao Su, mention).

For further information click here:

 

SCOPIO DEBATES - COM JORGE FIGUEIRA E JOSÉ MAÇÃS DE CARVALHO

 

SCOPIO DEBATES - COM JORGE FIGUEIRA E JOSÉ MAÇÃS DE CARVALHO

COM JORGE FIGUEIRA E JOSÉ MAÇÃS DE CARVALHO

No passado dia 12 de Junho, pelas 18h00, no espaço "Circo de Ideias", deu-se lugar a um debate com Jorge Figueira e José Maçãs de Carvalho, que teve como moderador Pedro Leão Neto.

Tratou-se de mais um scopio Debate que deu continuidade aos ciclos de conferências, abertas a toda a comunidade académica e ao público em geral, desenvolvidas pela grupo de investigação CCRE (Centro de Comunicação e Representação Espacial) através da sua linha de investigação Espaços de Cidade e Cultura e do seu projecto editorial scopio.



Fotógrafos, Arquitectos e Artistas continuam a viajar à volta do mundo e a (re)descobrir lugares e paisagens, apesar de se dizer que não há lugares por descobrir.


Na verdade, a viagem pode também ser ficcional e permitir a construção de lugares que nasceram da imaginação de artistas e escritores como, por exemplo, os franceses Moebius, Phillipe Druillet e o iugoslavo Enki Bilal, na banda desenhada e Italo Calvino na literatura que reinventa Cidades impossiveis com base na construção dos diálogos entre o imperador Kublai Khan e Marco Polo no livro As Cidades Invisíveis.

A viagem é também um destino pessoal e um estado interior e, por vezes um projecto ou registo fotográfico pode ser uma oportunidade para redescobrir novos significados e realidades que antes estavam esquecidas ou invisíveis. A oportunidade para que surja um olhar atento perante o mundo e os outros da viagem, um olhar fruto de uma experiência pessoal e subjectiva, mas capaz de mostrar os lugares do mundo de forma não estereotipada.

Existem inúmeros projectos fotográficos de autores que tiveram como base ou fonte de inspiração a viagem, sendo ainda hoje uma referencia para diversos artistas. Interessa-nos assim revisitar de forma critica e atenta trabalhos e autores como, por exemplo, American Surfaces de Stephen Shore, The Americans de Robert Frank, e muitos outros similares.



Este Debate contou ainda com o lançamento do 4º número da scopio magazine, da Linha Editorial scopio e do livro Partir por todos os dias, de José Maçãs de Carvalho.

 

SCOPIO DEBATES - TRIENAL DE ARQUITECTURA DE LISBOA

 

SCOPIO DEBATES - TRIENAL DE ARQUITECTURA DE LISBOA

COM JOSÉ MAÇÃS DE CARVALHO E EDUARDO CANTO MONIZ

No passado dia 24 de Setembro, realizou-se, pelas 18h30, no Palácio Sinel de Cordes, em Lisboa, um Debate scopio integrado no programa da Trienal de Arquitectura de Lisboa - Actividades no Palácio. A mesa foi moderada pelo Coordenador do grupo de investigação CCRE e das edições scopio - Pedro Leão Neto (FAUP) e teve dois autores convidados - Gonçalo Canto Moniz (DA/FCTUC ) e José Maçãs de Carvalho (DA/FCTUC) - ligados ao mundo editorial de Fotografia e Arquitectura e teve como título "Projecto Editorial como Processo de Discussão e Construção de Ideias em Arquitectura". A ideia foi falar da experiência do projecto editorial scopio, que faz uma aposta na fotografia documental de Arquitectura onde a componente artística é significativa e a disciplina e prática de Arquitectura é entendida de uma forma abrangente. O programa da mesa incluiu também a apresentação da 4ª edição da scopio International Photography Magazine - Crossing boarders, Shifting Boundaries: Architecture, que esteve ao cuidado do moderador.

 

SCOPIO DEBATES: DUELO/DUETO (AAI)

 

SCOPIO DEBATES: DUELO/DUETO (AAI)

No passado dia 16 de Julho de 2015, teve lugar a primeira sessão do Ciclo de conferências AAI - Arquitectura, Arte e Imagem, na Casa das Artes, no Porto.

Trata-se de um Ciclo de Conferências organizado pelos Arquitectos Camilo Rebelo e Pedro Leão Neto, em parceria com a Linha Editorial scopio e o grupo de investigação CCRE (FAUP), sendo promotores a Direcção Regional de Cultura do Norte (DRNC) conjuntamente com a Associação Cultural Cityscopio e Camilo Rebelo, Arquitecto, contando com o apoio institucional da Casa das Artes e da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

Os convidados desta primeira sessão foram o arquitecto Eduardo Souto de Moura e o escultor Rui Chafes.

O ciclo de conferências AAI visa promover uma análise crítica global em torno da prática e disciplina da Arquitectura e da Arte em geral, procurando diversos cruzamentos entre estes dois mundos, bem como a sua ligação com o universo da Imagem.

 

ESPAÇOS COMUNS #3 COM LUÍS FERREIRA ALVES E PEDRO LEÃO NETO

 

ESPAÇOS COMUNS #3 COM LUÍS FERREIRA ALVES E PEDRO LEÃO NETO


No âmbito do 3º Ciclo de Conferências Espaços Comuns da Universidade Lusófona do Porto (ULP), foi ontem, 21 de Fevereiro de 2017, apresentado na sala de Atos da ULP, o livro "Fotografias em Obras de Eduardo Souto de Moura" da autoria de Luis Ferreira Alves.


Na sessão estiveram presentes o fotógrafo Luis Ferreira Alves e os arquitectos Pedro Ramalho, Director do MIARQ ULP, e Pedro Leão Neto, Professor na FAUP e coordenador do grupo de investigação Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE) do CEAU FAUP, editor da publicação e da editora scopio Editions.

 

TVU GRAVA MESA REDONDA 'RELAÇÕES E CUMPLICIDADES ENTRE FOTÓGRAFO E ARQUITECTO

 

TVU GRAVA MESA REDONDA 'RELAÇÕES E CUMPLICIDADES ENTRE FOTÓGRAFO E ARQUITECTO: FOTOGRAFIAS EM OBRAS DE EDUARDO SOUTO DE MOURA DE LUIS FERREIRA ALVES'

A FAUP recebeu no último dia 7 de Novembro, às 18h30, a mesa redonda Relações e Cumplicidades entre Fotógrafo e Arquitecto: Fotografias em obras de Eduardo Souto de Moura de Luis Ferreira Alves. A apresentação da sessão esteve a cargo do Vice-director da FAUP, João Pedro Xavier e a moderação foi assegurada por Nuno Grande (DARQ/FCTUC - FAUP) que mediou uma conversa em torno do tema Fotografia e Arquitectura com a presença do fotógrafo Luis Ferreira Alves, do arquitecto Eduardo Souto de Moura, do arquitecto Nuno Brandão Costa (FAUP), e de Pedro Leão Neto (FAUP), editor do livro ‘Fotografias em obras de Eduardo Souto de Moura de Luis Ferreira Alves’.

O livro, publicado pela scopio Editions, dá início a uma colecção mais centrada na Fotografia de Arquitectura, promovendo uma análise crítica global entre estes dois mundos, procurando estabelecer diversas intersecções entre estes, bem como explorar a singularidade e significado das relações que são estabelecidas entre o fotógrafo e o arquitecto, os seus processos artísticos, as suas memórias colectivas, histórias e outros aspectos relacionados com o trabalho e percursos de vida de ambos.

A publicação constitui um artefacto único que integra textos manuscritos, histórias pessoais, desenhos e outras imagens para além das fotografias de Luis Ferreira Alves em obras de Eduardo Souto de Moura. O objectivo é marcar a diferença face a outras publicações, promovendo uma compreensão profunda da prática e disciplina da arquitectura que, como sabemos, opera integrada em sistemas mais amplos socioculturais, técnicos, políticos e históricos, bem como mostrar como pode existir uma comunicação importante e singular na relação que o fotógrafo pode estabelecer com o arquitecto e com o seu trabalho.

Vídeo: http://tv.up.pt/videos/jh7sabdp

 

TICYURB - THIRD INTERNATIONAL CONFERENCE OF YOUNG URBAN RESEARCHERS

 

TICYURB - THIRD INTERNATIONAL CONFERENCE OF YOUNG URBAN RESEARCHERS

On the last 18th of June took place at ISCTE-IUL (Lisbon's University Institute) the TICYURB - Third International Conference of Young Urban Researchers, in which scopio Editions was present and participated. 

The TICYUrb is an international event that aims to echo frontier research, artistic works and professional practice related to different urban contexts around the world, under an environment of vibrant dialog between academia and society. This event is a platform for sharing ongoing or recent work, open debate and networking. In parallel with the conference sessions, there will be open debates among young professional, exclusive networking sessions, and field excursions, among other activities.

Scopio Editions was present on the first day of the conference at the Round Table with the theme "Fanzines: What's about, why and how", held along with other authors of fanzines.

This conference will last until the 22nd of June, with many others themes related to urbanism to be developed.

Ver notícia no Sigarra / FAUP

 

LANÇAMENTO DO LIVRO ASPRELA

 

LANÇAMENTO DO LIVRO ASPRELA

25.02.2016, 21H30 | PASSOS MANUEL


No passado dia 25 de Fevereiro decorreu, no Passos Manuel, a sessão de apresentação do livro Asprela, do colectivo de fotógrafos António Rodrigues, João Leal, José Maçãs de Carvalho, Olívia da Silva, Rita Castro Neves e Sérgio Rolando.

Esta sessão contou com a apresentação por Miguel Leal, da Faculdade de Belas Artes do Porto.

Esta é uma publicação scopio Editions editada em parceria pela FAUP + ESMAE/IPP.

Esta sessão contou ainda com a visualização do Documentário "Terra Mãe" vencedor do Prémio Sophia Estudante IPP-ESMAE 2015, realizado por Ricardo Couto, Sara Lemos, Sara Marques e Fábio Coelho da Escola Superior de Música Artes e Espectáculo ESMAE.


Notícia disponível em ARTECAPITAL

 

LANÇAMENTO NYNHÃ ABA DE ÂNGELA FERREIRA

 

LANÇAMENTO SCOPIO MAGAZINE ADDENDUM:

NYNHÃ ABA DE ÂNGELA FERREIRA


Teve lugar no dia 4 de Fevereiro de 2018, no âmbito do Festival Internacional de Fotografia de Avintes, a apresentação do projeto de investigação “Coração de Índio” por parte da artista curadora Ângela Ferreira e o lançamento da scopio Magazine Addendum “Nynhã Aba”. Em formato de livro de artista, este novo modelo autónomo e distinto do original é uma publicação baseada no processo de investigação sobre as comunidades indígenas e caboclas do Nordeste do Brasil que Ângela Ferreira desenvolveu integrado no seu trabalho de doutoramento subordinado ao título O Espelho do Índio: A estética da afetividade no auto-retrato da criança indígena na Fotopintura.

Nota: "NYNHÃ ABA" de Ângela Ferreira, uma edição limitadíssima de 50 exemplares assinados, está prestes a esgotar. Disponível neste momento na Livraria Associação de Estudantes da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (AE FAUP), sendo também possível reservar ou comprar online através do email shop@cityscopio.com (sujeito a confirmação).

Ângela Ferreira (a.k.a, Berlinde) é artista, curadora, com Doutoramento em Comunicação Visual e Expressão Plástica. É professora na Escola Superior de Media Artes e Design do Instituto Politécnico do Porto e atua no domínio de investigação sobre as formas híbridas da fotografia. É co-Fundadora do Festival Internacional de Fotografia Encontros da Imagem de Braga tendo sido sua diretora e curadora. Integra desde 2017 o Conselho de Curadores do Museu da Fotografia de Fortaleza, no Brasil. Vive entre Portugal e Brasil.

www.angelaberlinde.com

ISSN 2184-1381 | PRINTED VERSION 

ISSN 2184-142X  | ONLINE VERSION

 

PRESENTATION AND BOOK LAUNCH AT PORTUGUESE ARCHITECTS COUNCIL

 

PRESENTATION AND BOOK LAUNCH AT PORTUGUESE ARCHITECTS COUNCIL “PHOTOGRAPHY OF THE ARCHITECTURE OF EDUARDO SOUTO DE MOURA” BY LUIS FERREIRA ALVES

10TH JANUARY, PORTUGUESE ARCHITECTS COUNCIL'S AUDITORIUM, LISBON

On the last day, 10th January 2017,  Luis Ferreira Alves’s book was presented and launched the at the Portuguese Architecture Council’s Auditorium, in Lisbon, with the attendance of Photographer Luis Ferreira alves, Architect Eduardo Souto de Moura, Editor Pedro Leão Neto and Chairman of Portuguese Architecture Council, Architect João Santa Rita.

This scopio Editions’ publication, edited in 2016, highlights the launch of a new series  more centred on Architectural Photography in a large format, which is published in AUTHOR’S BOOK COLLECTION. The book has had a very positive reception from diverse public and has captured the interest of all in the several foresee presentations in Portugal and abroad, since June from the last year.

scopio Editions is the name of the Portuguese publisher, very linked to the research group CCRE from the R&D unit CEAU of FAUP and is coordination by Pedro Leão Neto, professor and researcher at the School of Architecture, University of Porto (FAUP).

Luis Ferreira Alves: Photography of the Architecture of Eduardo Souto de Moura published by scopio Editions initiates a collection of publications more focused on Architectural Photography, promoting a global critical analysis of both these worlds, looking for various intersections amongst them, as well as exploring the singular and meaningful relations that are established between the photographer and the architect, their artistic processes, collective memories, stories and other issues related to their work and life paths.

This publication constitutes a unique artifact that integrates handwritten texts, personal stories, drawings and other images besides the photographic images of Eduardo Souto de Moura´s built architecture. The purpose is to make a difference towards other publications, promoting a deeper comprehension of architecture´s practice and discipline that as we know operates within larger systems - socio-cultural, technical, political and historical – revealing how it is possible, based on the relation between the photographer and the architect and his work, to establish a singular and important communication.

 

PRÉMIO DOURO CRIATIVO: PARTICIPAÇÃO NA FASE FINAL

 

PRÉMIO DOURO CRIATIVO: PARTICIPAÇÃO NA FASE FINAL

Este projecto editorial integra assim um significativo programa curatorial de conferências, exposições e investigação com uma forte ligação a diversas instituições ligadas à produção do vinho e à cultura, tendo como principal parceiros o Museu do Douro.  

Pretende-se assim com este projecto a implementar em parceria com o MUSEU DO DOURO e com o apoio do grupo de investigação CCRE - FAUP e a scopio Editions, desenvolver um trabalho que inicia uma nova colecção editorial Douro Património Contemporâneo: Arquitectura, Arte e Imagem. Um projecto capaz de ajudar a alcançar uma maior internacionalização da região e dos seus vinhos e também permitir uma aproximação à comunidade duriense visto que possibilita o envolvimento activo de diversos representantes da comunidade no concurso.

VIDEO   

APRESENTAÇÃO (PDF)

FACEBOOK

PRÉMIO DOURO CRIATIVO 

 

PEDRO GADANHO - PAOLO ROSSELLI: A TALK ON ARCHITECTURE IN PHOTOGRAPHY [SCOPIO EDITIONS, 2018]

 

PEDRO GADANHO - PAOLO ROSSELLI: A TALK ON ARCHITECTURE IN PHOTOGRAPHY [SCOPIO EDITIONS, 2018]

LAUNCH AND PRESENTATION OF THE BOOK IN VENICE ARCHITECTURE BIENNAL 

Organized by Jofebar and PanoramAH!

with the support of DGArtes and Fondazione Ugo e Olga Levi onlus

Order- special price: https://scopio.tictail.com/product/pedro-gadanho-paolo-rosselli-a-talk-on-architecture-in-photography

Pedro Gadanho - Paolo Rosselli - A Talk on Architecture in Photography: Photographs by Paolo Rosselli is the first of the four publications focused on each of the Dueto/Duelo sessions that fostered a critical debate related to Architecture, Art and Image between architects and photographers, which took place in 2016 in Casa das Artes of Porto, Portugal. Even though this book has as base the talk between Pedro Gadanho and Paolo Rosselli it amounts to much more than the rich exchange of ideas between these two authors. In fact, this book foretells the significant and close collaboration between the authors, editors and designers, particularly the passionate work with Paolo Rosselli resulting in a judicious selection and juxtaposition of images and text, combined with thoughtful layout and design.

The curators of this event - Architecture, Art and Image (AAI) Conference series - Duelo / Dueto - were Camilo Rebelo and Pedro Leão Neto and the organization was the responsibility of scopio EDITIONS, CCRE research group from the R & D centre CEAU of U. Porto – Faculty of Architecture and Camilo Rebelo Arquitecto, with the support of Direcção Regional da Cultura do Norte (DRCN) and Casa das Artes (CA).