18 de maio 2018 | Fotografia e Território

 
a4-dim-2018-cartaz-mdoficial.jpg

18 de maio 2018 | Fotografia e Território

No dia 18 de maio celebra-se o Dia Internacional dos Museus. O Museu do Douro associa-se à Direção-Geral do Património Cultural em colaboração com o ICOM Portugal, para promover a divulgação do tema "Museus Hiperconectados: novos públicos, novas abordagens".
Durante a manhã haverá uma Mesa Redonda sobre "Fotografia e Território", e da parte da tarde haverá lugar para a realização de uma Oficina sobre "Fotografia no Séc. XX". O evento é livre.


PROGRAMA
10:30: Apresentação do Concurso Internacional de Fotografia
Douro Património Contemporâneo
Arquitetura / Arte / Imagem

11.00: Coffe Break
11:15: Mesa Redonda - Fotografia e Território
Duarte Belo - Fotógrafo
Egídio Santos - Fotógrafo
Pedro Leão Neto - FAUP
Virgílio Ferreira - Fotógrafo
Moderador - Fernando Seara - Diretor do Museu do Douro

13:00 - Almoço Livre
15:00 - Oficina - A Fotografia no Séc. XX
por José Pessoa

16:30 - Coffe Break
18:00 - Encerramento

Para mais informações aqui.

 

Parceria de Visual Spaces of Change (VSC) e "Bienal Fotografia do Porto"

 
Banner CICLO.jpg
 

Parceria de Visual Spaces of Change (VSC) e "Bienal Fotografia do Porto"

Porto, Maio a Julho de 2019.


Visual Spaces of Change (VSC) integrará a Bienal Fotografia do Porto e os projectos da Bienal estarão representados no VSC.

VSC vai desenvolver um conjunto de Projetos de Fotografia Contemporânea (CPP) que serão implementados em locais específicos da AMP, concebidos como "narrativas visuais" que interferem intencionalmente com o território metropolitano num exercício de representação auto-reflexiva de seu próprio processo de mudança urbana. O projeto propõe reunir um conjunto diversificado de artistas de artes visuais, arquitetos e curadores de relevância internacional, num exercício de reflexividade conjunta em torno de preocupações comuns ligadas à transformação do território, ao espaço público e ao meio ambiente.

Bienal Fotografia do Porto propõe um conjunto de residências e bolsas para artistas convidados para desenvolver novos projetos; organizado com instalações específicas para os jardins do Palácio de Cristal, no Porto. O programa inclui exposições nucleares e satélite ao redor da cidade, um simpósio, várias oficinas e projetos educacionais.

O foco principal é o apoio a formas inovadoras de representação visual que aumentam a conscientização sobre o impacto do comportamento humano em termos sociais e ambientais. A agenda da Bienal oferece uma plataforma crítica e construtiva para promover direções culturais que defendam a sustentabilidade dos recursos globais.

A colaboração entre estas duas organizaçãoes desenvolve-se através de vídeo projecção e exibição em diversos espaços públicos interiores e exteriores da AMP de um conjunto de Projetos de Fotografia Contemporânea com origem no VSC e na Bienal Fotografia do Porto e seleccionados por ambas as organizaçõesDeste modo, a propósito da Ci.CLO Bienal’19, será desenvolvido um projecto fotográfico a ser implementado num local da cidade, concebido como uma narrativa visual que interfere com o território num exercício de representação do seu próprio processo de mudança.

Mais informações em breve.
https://www.scopionetwork.com/vsc-bienalfotografiaporto/
http://www.bienalporto.com/


Visual Spaces of Change (VSC)

Projeto de investigação coordenado pelo grupo CCRE, integrado no centro de I&D da FAUP - Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo (CEAU) - U. Porto, em consórcio com a Universidade do Minho (com a participação do Centro ALGORITMI e Lab2PT - UMinho).

Referência POCI-01-0145-FEDER-030605, financiado por fundos nacionais através da FCT/MCTES e cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do COMPETE – Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI).

VSC é um projeto visual que utiliza a fotografia como instrumento de investigação sobre a transformação do espaço público, integrando na sua estratégia de implementação diversos suportes de imagem e meios de comunicação pública capazes de criar sinergias com outras expressões artísticas como a dança ou o cinema.

O projeto propõe reunir um conjunto diversificado de artistas de artes visuais, arquitetos e curadores de relevância internacional, num exercício de reflexividade conjunta em torno de preocupações comuns ligadas à transformação do território, ao espaço público e ao meio ambiente. O trabalho interdisciplinar que é proposto terá como resultado uma interacção e dinâmica de descoberta construída coletivamente, estabelecendo relações e conexões entre as pessoas e instituições envolvidas nesta investigação e o público em geral. Esta abordagem pluralista do próprio processo metodológico visa favorecer um processo dialógico de aprendizagem acionado pelos diversos projetos fotográficos e análises críticas dos objetos representados, explorando a riqueza multifacetada dos territórios em estudo e a forma como os espaços públicos são transformados, como estas transformações expressam a emergência de novas identidades culturais, e como estas interagem e alteram percepções sobre a imagem da cidade.

 

Bienal Fotografia do Porto

A Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto é uma plataforma de criação, debate e reflexão; um Ci.CLO que celebra a prática artística e se renova a cada dois anos. A Ci.CLO desenvolve um trabalho contínuo de pesquisa e experimentação em colaboração com artistas, que a partir da fotografia e da sua relação transdisciplinar com outros campos artísticos, coloquem em questão as suas próprias metodologias e proponham narrativas, tanto utópicas como distópicas, motivadas por mudanças culturais e ambientais. A maioria dos trabalhos apresentados na Bienal são resultado das várias residências e laboratórios de pesquisas realizados no âmbito deste programa. Os projetos de criação e exposição desenvolvidos pela Ci.CLO apoiam abordagens inovadoras de representação visual que contribuam para uma maior consciencialização crítica sobre as vulnerabilidades ecológicas e sociais que enfrentamos.

De que forma podemos colaborar na transição para uma sociedade mais adaptada e sustentável? Como pode o pensamento e a criação artística contribuir para expandir o discurso em torno destas questões e traduzi-las em ação? «Adaptação e Transição» é o título da primeira Ci.CLO Bienal Fotografia do Porto, cujo tema propõe uma relação dialógica com o contexto atual marcado pela crise social e ecológica que enfrentamos. Os seres humanos enquanto força de construção e destruição estão a mudar drasticamente a estrutura do planeta. A adaptação a um meio ambiente em profunda mudança e cada vez mais incontrolável é um desafio inevitável para todos os seres vivos, onde humanos, animais, plantas e outras formas de vida negoceiam a sua sobrevivência. Adaptar-se à transição é já uma inevitabilidade. Aceitar e iniciar essa transição é uma oportunidade de agirmos. Torna-se urgente redescobrir outras formas de pensar e olhar para a diversidade da vida de uma forma renovada e participante. Para continuar nesta jornada evolucionária de adaptação e transição é fundamental reorganizar o nosso conhecimento e percepções, explorar novas interações e hábitos, criar relações mais simbióticas entre o ser humano, os restantes seres vivos e a terra. Ou seja, estabelecer novos valores sociais, políticos e económicos que sejam ecologicamente sustentáveis.

 

MAM’19 - MÊS DA ARQUITETURA DA MAIA: PENSAR O TERRITÓRIO DAQUI A 100 ANOS

 


MAM’19 - MÊS DA ARQUITETURA DA MAIA: PENSAR O TERRITÓRIO DAQUI A 100 ANOS

 
O grupo de investigação CCRE integrado no Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo (CEAU) convida os investigadores e alunos da FAUP a participarem na próxima sexta-feira, dia 8 de Março, no MAM´19 considerando esta iniciativa de muito interesse para as unidades curriculares relacionadas com Fotografia de Arquitectura, Cidade e Território e o projecto de investigação Visual Spaces of Change (VSC).

 Na próxima sexta-feira, dia 8 de Março no Auditório Venepor | 09h30-17h30, têm lugar um conjunto de debates integrados na conferência do programa MAM´19 que oferece mais uma vez um espaço de comunicação e debate significativo - Fast Foward - onde serão exploradas e discutidas diversas temáticas: território, paisagem, ambiente, arquitetura, tecnologia, mobilidade e sociedade.

 Em paralelo com o 2º Ciclo de Debates AAI - Arquitectura, Arte, Image: Programa de Aulas Abertas na FAUP para as unidades curriculares relacionadas com o ensino da fotografia, propomos aos alunos assistirem às conferências / debates MAM’19 da parte da manha e após a aula teórica - A utilização da fotografia e do desenho para criar visões prospetivas e explorar o espaço urbano e novas formas espaciais para a arquitetura e as artes: interstícios urbanos e estruturas ficcionais – a ter lugar esta sexta-feira, dia 8 de Março, na Casa Cor de Rosa – sala CCR 0.1  - FAUP - 14:30.

O projecto de investigação Visual Spaces of Change (VSC) e o MAM´19 colaboram e apoiam-se através de diversas iniciativas de divulgação relacionadas com seus projectos e programas.

https://www.facebook.com/613936518938215/posts/889470948051436?sfns=mo

 

Apresentação Pública VSC - FEP

 
Banner_FEP-01.jpg

APRESENTAÇÃO PÚBLICA VSC - FEP


Irá realizar-se no próximo dia 21 de março na FEP, a apresentação pública do projeto Visual Spaces of Change (VSC). 

O coordenador do projeto, Pedro Leão Neto, irá enquadrar este projeto de investigação, que pretende criar uma rede de espaços e instituições públicas com a missão de comunicar de forma crítica e inovadora, dinâmicas de transformação e apropriação do espaço público na área metropolitana do Porto. 

Ainda neste contexto, irá ser apresentado o Concurso para Estrutura Portátil de Exposição e o 5.º Congresso Internacional On The Surface: Photography On Architecture — “Visual Spaces of Change: unveiling the publicness of urban space”. 

A apresentação decorre na sala 631 às 18:00.
Entrada livre.

 

Topophilia

 

TOPOPHILIA

BY PETER BRAUNHOLZ


This project is about poetry of space, found in rural regions all over of the European continent. From 2015 to 2018 Peter Braunholz worked in all european countries and traveled from village to village, more than 20,000 miles in total. The displayed images are from Spain, Germany, Norway, Sweden, France, Portugal and Italy.

 There are no people in the photographs, yet immanent in all of them is a sense of human presence. As we compare these images, we feel that the series also questions how people live all over Europe, how people from different regions take possession and comprehend spaces differently, and how culture transforms spaces in the way the economic and cultural logic drives our lives.

 The work is also related to Arthur Danto´s idea of art as "The Transfiguration of the Commonplace" (Harvard University Press, 1981). Peter Braunholz has chosen common small town spaces away from traffic routes as the motifs for his work. He puts the focus not only on their material, but also on their immaterial quality. Therefore his work serves as an example for Danto’s ideas that art gives obvious things an oddness – it defamiliarises – and artworks have immaterial as well as material constituents.

 You will find more images from the series and of Peter Braunholz's work on his website. The series contains 70 selected photographs in total. A greater selection has been published in the monographic book "Photographic Realities" by Kehrer Publishing, Germany.

SHORT BIOGRAPHY

 Peter Braunholz (b. 1963) is a photographic artist based in Frankfurt, Germany. His work has received numerous international awards and has been shown worldwide. Today he focuses on the volatile and often model-like identity of common space.



 

LINKS


http://www.peterbraunholz.de
https://www.instagram.com/peter.braunholz/

 

CFM e CAAD na Anuária 2018

 
 

CFM e CAAD na Anuária 2018

SOBRE CITYZINES

A criação da colecção Cityzines pretende fortalecer e promover a divulgação e estudo de edições de autor e outras publicações ligadas à temática de arquitectura, cidade e território, onde a imagem e a fotografia estão presentes de forma significativa, existindo um especial interesse e enfoque sobre a riqueza multi-facetada da cultura urbana, arquitectónica e visual que caracteriza os aglomerados urbanos e as suas vivências.

A colecção iniciou com um levantamento mais focalizado no contexto português, mas também integra publicações de outros países com vista à internacionalização do projecto.

Pretendemos, com esta colecção, promover a consciencialização e a reflexão sobre a arte e a fotografia documental, relativamente à sua concepção como instrumento para questionar o universo da Arquitectura, da Cidade e do Território. Isto significa entender a Arquitectura como uma disciplina e uma prática extensivas, com interesse, por um lado, pelo espaço real e suas experiências, explorando novas formas espaciais e códigos arquitectónicos e, por outro, pelo modo como a arquitectura opera no âmbito de sistemas mais vastos: socio- culturais, técnicos e históricos.

A colecção física debruçar-se-á predominantemente sobre objectos impressos portugueses, mas também integra publicações de outros países e constituirá uma mostra/ exposição que irá viajar por vários locais, em Portugal e no estrangeiro. Este catálogo de Edições de Autor e outras Publicações apoiará a divulgação do universo destas publicações, funcionando também como uma referência para localizar publicações com carácter de investigação/estudo e/ou não-tradicionais relevantes e independentes relacionadas com a Fotografia Documental e Artística: Arquitectura, Cidade e Território.

 

CFM e CAAD na Anuária 2015

 

CFM e CAAD na Anuária

2015

A Sessão Oficial de Abertura do Ano Lectivo 2015-16 da FAUP decorreu no passado dia 5 de Outubro, pelas 17:00, com a conferência 'El CIRCO de Mansilla + Tuñón' pelo arquitecto espanhol Emilio Tuñón, no Auditório Fernando Távora, seguida pela inauguração da Exposição 'ANUÁRIA '15 - Ensino/Aprendizagem e Didáctica em Arquitectura na FAUP, hoje', na Galeria de Exposições da FAUP, onde é possível observar os trabalhos dos alunos de CAAD e CFM.

A sessão contou também, como habitual, com a entrega dos Prémios Ricardo Spratley e Pedro Branco aos estudantes da FAUP, respectivamente, Manuel Jorge Moreira de Carvalho e Diogo Henrique Lopes Pereira da Silva.

 

FAUP NOTÍCIAS: José Carneiro | Aula Aberta "Tipografia - Pensamento - Ação"

 
Screenshot 2019-02-28 at 12.30.04.png

FAUP NOTÍCIAS: José Carneiro | Aula Aberta “Tipografia - Pensamento - Ação”

Divulgação da Aula Aberta “Tipografia - Pensamento - Ação“.
Ver notícia aqui.

No dia 1 de Março, às 14h30, na sala CCR 0.1 da Casa Cor de Rosa da FAUP, vai decorrer mais uma sessão de ciclo Debates AAI, integrado na unidade curricular de Comunicação, Fotografia e Multimédia (CFM) do 4º e 5º ano e CAAD do 3ºano da FAUP, contando com a presença de José Carneiro, Professor Auxiliar da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

A utilização da tipografia tornou-se uma prática comum no contexto da vida contemporânea, está presente em vários suportes e plataformas. Esta comunicação foca-se na identificação dos princípios mais elementares de uma relação adequada com as letras, frases e textos. Pretende-se, assim, encorajar a forma de pensar, ver e utilizar a tipografia nos suportes de comunicação em que os projectos de arquitectura se movimentam.

Através da realização destes debates pretende-se contribuir para a criação de um espaço de exploração, debate e reflexão de ideias em torno de novos caminhos de investigação sobre o espaço público, com um enfoque em dinâmicas emergentes de transformação urbana e a utilização da imagem com especial incidência pela fotografia como instrumentos de pesquisa e comunicação. 

Estas temáticas, inseridas nos debates AAI, são de grande interesse para o projecto de investigação Visual Spaces of Change (VSC), AAC n.º 02/SAICT/2017 (refª POCI-01-0145 - FEDER - 030605), cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e por fundos nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT, I. P.).

 

Centro ALGORITIMI: Concurso Internacional de Ideias

 

Centro ALGORITIMI: Concurso Internacional de Ideias

Divulgação do Concurso International de Ideias em Centro ALGORITIMI.
Ver notícia aqui.

Concurso Internacional de Ideias: Expositor e Projetor Móvel
Estrutura Multifuncional para o projeto Visual Spaces of Change (VSC) 
Projeto VSC: U. Porto – CCRE-CEAU/FAUP e U. Minho – Centro ALGORITMI e Lab2PT

Prazo para submissão de propostas: 31 de Maio de 2019

Mais informação em: https://www.scopionetwork.com/blog/2018/11/16/vsc-portable-expositor

 

2º CICLO DE DEBATES AAI - ARQUITETURA, ARTE, IMAGEM - Aula Aberta “Tipografia - Pensamento - Ação“ com José Carneiro

 
banner_jose_carneiro.jpg


2º CICLO DE DEBATES AAI - ARQUITETURA, ARTE, IMAGEM
Aula Aberta “Tipografia - Pensamento - Ação“

com José Carneiro
1 de março | 14:30 - 16:00 | Casa cor de Rosa, sala CCR 0.1, FAUP

sessão 2
1 Março | 14h30 - 16:00 |  (Sexta-feira) - Casa Cor de Rosa, sala CCR 0.1 e CCR 0.2 - FAUP
Aula aberta "" com José Carneiro
Exposição de trabalhos alunos e conversa com editorial.aefaup

Irá realizar-se na sala CCR 0.1 da Casa Cor de Rosa da FAUP, dia 1 de março, pelas 14:30, mais uma sessão de ciclo Debates AAI, integrado na unidade curricular de Comunicação, Fotografia e Multimédia (CFM) do 4º e 5º ano e CAAD do 3ºano da FAUP, contando com a presença de José Carneiro, Professor Auxiliar da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

A utilização da tipografia tornou-se uma prática comum no contexto da vida contemporânea, está presente em vários suportes e plataformas. Esta comunicação foca-se na identificação dos princípios mais elementares de uma relação adequada com as letras, frases e textos. Pretende-se, assim, encorajar a forma de pensar, ver e utilizar a tipografia nos suportes de comunicação em que os projectos de arquitectura se movimentam.

Através da realização destes debates pretende-se contribuir para a criação de um espaço de exploração, debate e reflexão de ideias em torno de novos caminhos de investigação sobre o espaço público, com um enfoque em dinâmicas emergentes de transformação urbana e a utilização da imagem com especial incidência pela fotografia como instrumentos de pesquisa e comunicação. 
Estas temáticas, inseridas nos debates AAI, são de grande interesse para o projecto de investigação Visual Spaces of Change (VSC), AAC n.º 02/SAICT/2017 (refª POCI-01-0145 - FEDER - 030605), cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e por fundos nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT, I. P.).
Estas sessões são abertas a toda a comunidade académica e a entrada é gratuita


Enquadramento
A organização destes debates é da responsabilidade da organização do Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE / CEAU / FAUP) e o Laboratório de Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação (AAi2 Lab), no âmbito do projecto VSC. 
O grupo de investigação CCRE – Centro de Comunicação e Representação Espacial – tem desenvolvido uma série de actividades de índole pedagógica, documental e de investigação relacionando Arquitectura e Arte.
O objectivo geral destas actividades tem sido o de promover uma ampla reflexão sobre o contributo das imagens na compreensão da realidade e na construção de imaginários, entre o documento e a ficção, entre a reprodução e a manipulação, entre o analógico e o digital.
Estas actividades têm vindo a integrar diversas acções ligadas ao universo da imagem contemporânea, mais especificamente à fotografia, permitindo também a participação de grupos e cidadãos exteriores à academia, abrindo desta forma as universidades à sociedade civil e a outras instituições.
No universo da Imagem, a Fotografia é objecto de particular interesse, sendo explorada e analisada de forma crítica como um instrumento de registo e investigação numa perspectiva Inquisitiva, Curatorial e Comunicativa. O espaço privilegiado para esse registo e investigação fotográfica é o da Arquitectura, entendida como um universo amplo que integra simultaneamente os níveis macro e micro da transformação do Território e da Cidade e as suas múltiplas Vivências. 
Com o apoio institucional da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), da Reitoria da U. Porto e da scopio Editions, este 2º Ciclo de debates AAI – Arquitectura, Arte e Imagem estará muito ligado à exploração da fotografia como instrumento de reflexão sobre a transformação do espaço público. 


Biografias
José Carneiro (i2ADS - FBAUP)
José Carneiro é Professor Auxiliar na Universidade do Porto. Escreveu 3 capítulos de livros e tem 3 livros publicados em nome próprio. Possui 35 itens de produção técnica. Participou em 11 eventos em Portugal. Foi destacado e homenageado com 5 prémios. Actua na área de Artes e nas suas actividades profissionais interagiu com 38 colaboradores em regime de co-autoria de trabalhos científicos.

Pedro Leão Neto (CCRE, AAI2 Lab)
Arquitecto pela FAUP (1992) onde actualmente é regente de Comunicação, Fotografia e Multimédia do 2º ciclo, é coordenador do grupo de investigação CCRE, integrado no centro de I&D da FAUP, coordenador do AAI 2 Lab integrado no Centro de Competências da Universidade do Porto para a área dos media U.Porto Media Innovation Labs (MIL) e Director da Associação Cultural Cityscopio (ACC). É Editor e coordenador responsável das publicações da scopio Editions desde 2010, cujo enfoque é o da fotografia documental e artística relacionada com Arquitectura, Cidade e Território.

 

DEBATES AAI: Arquitectura, Arte e Imagem 

 
Banner Aulas Abertas-1.jpg

DEBATES AAI: Arquitectura, Arte e Imagem 


2º Ciclo de Debates AAI - Arquitectura, Arte, Imagem

Programa de Aulas Abertas na FAUP para as unidades curriculares relacionadas com o ensino da fotografia:

Convidados para o ano lectivo de 2018 / 2019: Ana Miriam, José Carneiro, Francisco Varela, Paolo Rosselli, André Castanho, Cláudio Reis, Sebastiano Raimondo, Paulo Catrica, Inês d´Órey e Susana Ventura

sessão 2
1 Março | 14h30 - 16:00 |  (Sexta-feira) - Casa Cor de Rosa, sala CCR 0.1 e CCR 0.2 - FAUP
Aula aberta "Tipografia - Pensamento - Ação" com José Carneiro
Exposição de trabalhos alunos e conversa com editorial.aefaup

(próximas sessões a anunciar brevemente)


Enquadramento
A organização destes debates é da responsabilidade da organização do Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE / CEAU / FAUP) e o Laboratório de Arquitectura, Arte, Imagem e Inovação (AAi2 Lab), no âmbito do projecto VSC. 
O grupo de investigação CCRE – Centro de Comunicação e Representação Espacial – tem desenvolvido uma série de actividades de índole pedagógica, documental e de investigação relacionando Arquitectura e Arte.
O objectivo geral destas actividades tem sido o de promover uma ampla reflexão sobre o contributo das imagens na compreensão da realidade e na construção de imaginários, entre o documento e a ficção, entre a reprodução e a manipulação, entre o analógico e o digital.
Estas actividades têm vindo a integrar diversas acções ligadas ao universo da imagem contemporânea, mais especificamente à fotografia, permitindo também a participação de grupos e cidadãos exteriores à academia, abrindo desta forma as universidades à sociedade civil e a outras instituições.
No universo da Imagem, a Fotografia é objecto de particular interesse, sendo explorada e analisada de forma crítica como um instrumento de registo e investigação numa perspectiva Inquisitiva, Curatorial e Comunicativa. O espaço privilegiado para esse registo e investigação fotográfica é o da Arquitectura, entendida como um universo amplo que integra simultaneamente os níveis macro e micro da transformação do Território e da Cidade e as suas múltiplasVivências. 
Com o apoio institucional da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), os Laboratórios de Inovação em Media da Universidade do Porto (MIL-UP), e a scopio Editions, este 2º Ciclo de debates AAI – Arquitectura, Arte e Imagem estará muito ligado à exploração da fotografia como instrumento de reflexão sobre a transformação do espaço público.

 

Paolo Rosselli for Klat Magazine

 
Screenshot 2019-02-20 at 12.26.15.png

PAOLO ROSSELLI FOR KLAT MAGAZINE

“I can’t manage without writers“ - Paolo Rosselli

Paolo Rosselli was interviewed by Manuel Orazi, teacher of the History of Architecture and the City at Ferrara, for Klat Magazine. Rosselli talks about how literature is his main reference, as well as his most recent book published at the Venice Biennale A Talk on Architecture in Photography, published by scopio editions.

The full interview can be read here, at Klat’s Magazine website.

 

APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE INVESTIGAÇÃO VISUAL SPACES OF CHANGE (VSC) NA FBAUP

 

APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE INVESTIGAÇÃO VISUAL SPACES OF CHANGE (VSC) NA FBAUP


Realizou-se na FBAUP no dia 19 de Fevereiro a apresentação de um conjunto de iniciativas promovidas no âmbito do projeto Visual Spaces of Change (VSC). José Carneiro, diretos do Mestrado em Design da Imagem (MDI) na FBAUP, deu início à sessão de apresentação do VSC, introduzindo este projecto enquanto iniciativa estratégica perante uma plateia composta por alunos pertencentes ao MDI, bem como por alguns membros do seu corpo docente.

O coordenador do projeto VSC, Pedro Leão Neto, enquadrou estes questionamentos no âmbito deste projeto de investigação, enfatizando o potencial da Fotografia e da Imagem para revelar aspetos identitários de comunidades, arquiteturas e territórios, tornando visíveis diferentes modos de apropriação e transformação que ocorrem no espaço urbano. Apoiado nos resultados preliminares deste projeto nas suas diversas vertentes, foram apresentadas diversas exemplos concretos de exploração criativa da fotografia e do desenho, suas potencialidades de comunicação com uso de tecnologias de informação, e o uso combinado da Imagem com diversas formas de expressão artística. 

Neste contexto, foi apresentado também o Concurso internacional de ideias para a criação de um Expositor e Projetor Móvel para a exibição de projeto de fotografia contemporânea, cujo vencedor terá a oportunidade de construir e implementar o protótipo da solução escolhida para o projeto VSC. Foi ainda lançado o desafio a estudantes, artistas e investigadores a participar na candidatura aberta para participação no 1º workshop sobre Percursos Alternativos: Arquitectura, Fotografia e Dança. 

A apresentação pública destas iniciativas pretende assim contribuir para abrir caminhos inovadores de investigação e comunicação visual sobre arquitetura e espaço público, com foco em dinâmicas emergentes de transformação urbana, através da produção de narrativas visuais sobre como as diferentes arquiteturas, espaços e territórios da U.P. são utilizados, vividos e transformados pelas diversas pessoas, culturas e grupos sociais que a constituem enquanto sociedade ativa e participante no processo de constante formação e transformação da sua identidade colectiva.

O amplo espectro de representantes das várias faculdades da U.P que participaram desta apresentação pública demonstram o interesse suscitado por esta iniciativa, que deu espaço no final da sucessão a contributos diversos mas convergentes quanto à vontade de abrir cada vez mais a academia à sociedade, contribuindo assim para ampliar a capacidade da Universidade para participar na vida cultural da cidade do Porto e projetar os seus valores culturais e património  socioambiental à escala regional e internacional.

Ver PDF Apresentação

Fotografia por Eduardo Silva
Texto por José Barbedo

 

APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE INVESTIGAÇÃO VISUAL SPACES OF CHANGE (VSC) NA ESAD

 

APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE INVESTIGAÇÃO VISUAL SPACES OF CHANGE (VSC) NA ESAD


Foi realizada na ESAD, dia 18 de Fevereiro a apresentação de um conjunto de iniciativas promovidas no âmbito do projeto Visual Spaces of Change (VSC). Isabel Clara Neves da Rocha, investigadora e doutorada em Arquitetura, deu início à sessão de apresentação do VSC, introduzindo este projecto enquanto iniciativa estratégica perante uma plateia composta por alunos pertencentes ao Mestrado de Design de Interiores, bem como por alguns membros do seu corpo docente, como Ana Cardoso e Marta Cruz.

O coordenador do projeto VSC, Pedro Leão Neto, enquadrou estes questionamentos no âmbito deste projeto de investigação, enfatizando o potencial da Fotografia e da Imagem para revelar aspetos identitários de comunidades, arquiteturas e territórios, tornando visíveis diferentes modos de apropriação e transformação que ocorrem no espaço urbano. Apoiado nos resultados preliminares deste projeto nas suas diversas vertentes, foram apresentadas diversas exemplos concretos de exploração criativa da fotografia e do desenho, suas potencialidades de comunicação com uso de tecnologias de informação, e o uso combinado da Imagem com diversas formas de expressão artística. 

Neste contexto, foi apresentado também o Concurso internacional de ideias para a criação de um Expositor e Projetor Móvel para a exibição de projeto de fotografia contemporânea, cujo vencedor terá a oportunidade de construir e implementar o protótipo da solução escolhida para o projeto VSC. Foi ainda lançado o desafio a estudantes, artistas e investigadores a participar na candidatura aberta para participação no 1º workshop sobre Percursos Alternativos: Arquitectura, Fotografia e Dança. 

A apresentação pública destas iniciativas pretende assim contribuir para abrir caminhos inovadores de investigação e comunicação visual sobre arquitetura e espaço público, com foco em dinâmicas emergentes de transformação urbana, através da produção de narrativas visuais sobre como as diferentes arquiteturas, espaços e territórios da U.P. são utilizados, vividos e transformados pelas diversas pessoas, culturas e grupos sociais que a constituem enquanto sociedade ativa e participante no processo de constante formação e transformação da sua identidade colectiva.

O amplo espectro de representantes das várias faculdades da U.P que participaram desta apresentação pública demonstram o interesse suscitado por esta iniciativa, que deu espaço no final da sucessão a contributos diversos mas convergentes quanto à vontade de abrir cada vez mais a academia à sociedade, contribuindo assim para ampliar a capacidade da Universidade para participar na vida cultural da cidade do Porto e projetar os seus valores culturais e património  socioambiental à escala regional e internacional.

Ver PDF Apresentação

Fotografia por Eduardo Silva
Texto por José Barbedo

 

MAAT: Ficção e Fabricação. Fotografia de Arquitetura após a Revolução Digital

 
 
JAMES WELLING, 0462, 2009

JAMES WELLING, 0462, 2009

 
 

FICÇÃO E FABRICAÇÃO. FOTOGRAFIA DE ARQUITETURA APÓS A REVOLUÇÃO DIGITAL

MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia)

Irá inaugurar a exposição Ficção e Fabricação. Fotografia de Arquitetura após a Revolução Digital no dia 19 de Março de 2019 no MAAT, em Lisboa.

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia e a Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO, têm o prazer de o(a) convidar para a inauguração da exposição Ficção e Fabricação: Fotografia de Arquitetura Após a Revolução Digital, no dia 19 de março, entre as 19h e as 21h, no edifício do MAAT.

Ficção e Fabricação reúne quase 50 artistas que constroem e manipulam imagens feitas a partir de objetos e espaços arquitetónicos. Assinalando os 30 anos da invenção do Photoshop e da invasão das ferramentas digitais na produção fotográfica, esta mostra foca o imaginário da arquitetura como tema fulcral de uma prática expandida da fotografia na arte contemporânea. Desde as obras seminais de Andreas Gurski, Thomas Ruff, Jeff Wall ou Thomas Demand até às criações ficcionais de Beate Gütschow, Oliver Boberg ou Isabel Brison, delineia-se um panorama da fotografia de arquitetura que contorna abordagens objetivas e privilegia as efabulações sobre o real entre o olhar cinematográfico, a desconstrução da imagem ou as narrativas mais politizadas. Numa era em que os meios digitais dominam a fabricação de imagens arquitetónicas para consumo mediático, as ficções provenientes do campo artístico surgem aqui como uma alternativa crítica que interroga e amplia a conceção da arquitetura.

A exposição conta com a curadoria de Pedro Gadanho e Sérgio Fazenda Rodrigues e pode ser visitada na Galeria Principal do MAAT das 11h às 19h até dia 19 de Agosto de 2019.

 

ESAD: Visual Spaces of Change

 

Apresentação pública de Visual Spaces of Change (VSC), um projeto de investigação que pretende criar uma rede de espaços e instituições públicas com a missão de comunicar, de forma crítica e inovadora, dinâmicas de transformação e apropriação do espaço público na área metropolitana do Porto, organizado pela Scopio.

Neste contexto, decorre também a apresentação do Concurso para Estrutura Portátil de Exposição e do 5.º Congresso Internacional On The Surface: Photography On Architecture — Visual Spaces of Change: Unveiling the Publicness of Urban Space

A apresentação é realizada por Pedro Leão Neto, coordenador do projeto de investigação.

 

One at a Time

 

ONE AT A TIME

BY ALFREDO COVINO

Casale Monferrato, Piedmont, Italy. 

"One at a time" is a journey through places, testimonies and memories showing  the "void" that this story has left in Casale Monferrato, the Italian town where the Eternit factory was built in 1906.

The factory produced a mixture of cement and asbestos whose fibre caused several respiratory diseases such as asbestosis or a particularly malignant tumour: the pleural mesothelioma. It wasn’t just former workers who contracted diseases: citizens of nearby Casale also felt ill, as leftover asbestos dust was used for heat insulation and fire-proofing in their homes.

Over the years the factory marked the history of this town and its inhabitants: the indiscriminate use of the territory has significantly altered its appearance, interfering negatively in the people’s daily life and transforming the urban and natural landscape. There is no longer relation between man and his environment.

The building’s ruins, the residual asbestos packed in a wood, the banks of Po river show a land still tormented by the presence of the deadly factory which, even demolished, continues to return something harmful to humans and environment.

In Casale Monferrato people continue to die and their absence is perceptible.

BIO

Born in 1973 in Rome where he currently lives and works, Alfredo studied photography at the European Institute of Design and subsequently obtained a Master in Photojournalism at the Higher Institute of Photography and Integrated Communications (ISFCI) in Rome. Through documentary photography, he explores several issues: from the interaction between man and the environment to the impact of human intervention on the urban and natural landscape, paying particular attention to the transformation of the territories and the connections between places, memory and absence.

He is carrying out his projects in Italy and in other countries such as Argentina, Turkey and the Republic of Moldova. His work has been shown in personal and collective exhibitions. In 2008, Alfredo won the Yan Geffroy Prize from Grazia Neri photo agency with his project “Dear Moldova” and in 2010 he was finalist at the Sony World Photography Awards. In 2009, he co-founded “Punto di Svista”, a cultural association about visual arts in Italy, and became part of the editorial committee of the online magazine. From 2009 to 2014 he was a staff photographer at OnOff Picture Agency. 


alfredocovino.com

 

Apresentação Pública VSC - ESAD

 
Banner Apresentação ESAD.jpg

APRESENTAÇÃO PÚBLICA VSC - ESAD


Irá realizar-se no próximo dia 18 de fevereiro na ESAD, quarta-feira, a apresentação pública do projeto Visual Spaces of Change (VSC). 

O coordenador do projeto, Pedro Leão Neto, irá enquadrar este projeto de investigação, que pretende criar uma rede de espaços e instituições públicas com a missão de comunicar de forma crítica e inovadora, dinâmicas de transformação e apropriação do espaço público na área metropolitana do Porto. 

Ainda neste contexto, irá ser apresentado o Concurso para Estrutura Portátil de Exposição e o 5.º Congresso Internacional On The Surface: Photography On Architecture — “Visual Spaces of Change: unveiling the publicness of urban space”. 

A apresentação decorre na Sala de Mestrado de Interiores. Entrada livre.

 

ARTHIST: CFP - ON THE SURFACE: Visual Spaces of Change (Lisbon, 31 May 19)

 
Screenshot 2019-02-14 at 12.22.30.png
 

ARTHIST: CFP - ON THE SURFACE: Visual Spaces of Change (Lisbon, 31 May 19)


Museum of Art, Architecture and Technology (MAAT) Lisbon - Portugal
Deadline: Feb 28, 2019

Photography on Architecture - Visual Spaces of Change: unveiling the publicness of urban space


CALL FOR PAPERS / ABSTRACTS
The open call for papers to be presented at the 5th International Conference ON THE SURFACE: Photography on Architecture will be directed to the issues proposed for the three panels. (see more at PANEL#1, PANEL#2 and PANEL#3).

A set of papers with profile (a) will be selected to be published in Sophia Journal and a set of projects and visual essays with a maximum of 1000 words of second format (b) will be selected to publish in scopio Magazine
It is intended that this call will yield a significant collection of diverse texts and visual narratives, allowing a rich and deep reflection of how photography and image can be used for understanding the set of issues around the theme of public space transformation. A set of abstracts / papers will be selected for oral presentation and poster session.

For oral presentations of each panel, authors will present their work one-by-one (no more than 15 minutes, potentially 10 minutes) and there will be in each panel a roundtable for debate and authors will also be available to take questions for a few minutes. 
For the poster session of each panel, authors will have their posters (in a standard size) mounted on boards in a specific space where the conference is taking place For a fixed period of time during the conference, all participants are invited to wander round the posters. Poster presenters typically stand by the posters and answer questions as people come by. 
The poster presentation session will be more casual than the oral presentation, which does not mean that it is any less important or credible.

PROCEDURES
To facilitate and normalize the production of the paper, the organisation provides a template which is available here. The template contains a structure and pre-defined styles which must be used in preparing the abstract and the paper.

Abstracts should have 250 words and be submitted until February 19, 2019 by means of an email sent to info@onthesurface.net. The email subject must contain "Abstract Submission - Panel number" or “Abstract Submission - Practice” according to the adopted format. The abstract should be inserted as an attachment in .doc or .docx format and must be based on the template provided. Authors are encouraged to use images. Notification of abstract acceptance will be given until February 28, 2019.

Authors will then be invited to elaborate a full paper (between 2500 and 3000 words - for panel 1 and 4) or a visual essay (between 1000 and 1500 words - for issues 2 and 3) or a poster (500 words) until March 30, 2019. Notification of paper and poster acceptance will be given until April 15, 2019 and the submission deadline of the revised paper or poster will be on May 15, 2019.


Reference:

CFP: On the Surface: Visual Spaces of Change (Lisbon, 31 May 19). In: ArtHist.net, Feb 9, 2019 (accessed Feb 14, 2019), <https://arthist.net/archive/20032>.