CONCURSO INTERNACIONAL DE IDEIAS – PROJETOR PORTÁTIL

VISUAL SPACES OF CHANGE (VSC)
 
Projeto de investigação VSC
U. Porto – CCRE-CEAU/FAUP
U.Minho – Centro ALGORITMI – Lab2PT
 
Prazo para submissão de propostas: 31 de Janeiro de 2019
 

Contexto geral

Este concurso desafia estudantes de arquitectura, artistas e equipas multidisciplinares a conceber um dispositivo móvel para a exibição de projetos de fotografia contemporânea no âmbito do projeto VISUAL SPACES OF CHANGE - VSC é a primeira etapa de um projeto de Arquitetura, Arte, Imagem e Inovação (AAI2) sobre dinâmicas emergentes de mudança na Área Metropolitana do Porto (AMP). Projetos de Fotografia Contemporânea (CPP) serão desenvolvidos e implementados em locais específicos, concebidos como "narrativas visuais" que interferem intencionalmente com o território metropolitano num exercício de representação autorreflexiva de seu próprio processo de mudança urbana. Esta rede de espaços públicos e coletivos constituirá um "Museu Aberto" na AMP, estimulando instituições artísticas e culturais a ampliar seu alcance e participação no espaço público.
 
O território em estudo neste projeto é utilizado simultaneamente como laboratório para experimentação empírica e palco de representação visual dos agentes e processos de mudança urbana que se pretendem analisar. Este projeto produzirá sínteses visuais dessas dinâmicas para dar visibilidade a aspetos específicos da sua natureza interconectada e singularidade histórica que são difíceis de perceber sem o uso propositivo da imagem e da fotografia. Este projeto abre novos caminhos de investigação ao propor uma combinação original de métodos de investigação visual e análise espacial para alterar perceções sobre dinâmicas contemporâneas de mudança do espaço público, com o objetivo de transformar coletivamente os imaginários da cidade à escala metropolitana, contribuindo para a identificação de oportunidades de coevolução entre cidadãos, instituições e o ambiente urbano.
 
Este concurso de ideias insere-se assim numa dinâmica de investigação e criação de um conjunto de ferramentas que visam dar resposta à necessidade de desenvolver uma leitura e comunicação mais profunda sobre processos de transformação da cidade, através do universo da imagem, em especial da fotografia, suportando a comunicação de conteúdos relacionados com dinâmicas emergentes no espaço público da AMP em articulação com espaços identitários e históricos, bem como museus e outros espaços culturais. 

Tema e objeto do concurso

Inserido neste contexto alargado, este concurso pretende premiar ideias originais para a criação de um conjunto de dispositivos móveis para a exibição de diversos conteúdos analógicos e digitais.  O dispositivo proposto por cada candidato deverá ser constituídos por uma estrutura que seja leve e portátil ou que integre mecanismos de locomoção capazes de ser facilmente deslocada ao longo dos espaços de exibição dos projetos fotográficos.

 A avaliação das propostas valorizará o desenho da estrutura, a sua mobilidade e flexibilidade de uso e adaptação, a capacidade de ser utilizado em espaços exteriores e interiores e a exequibilidade do projeto, considerando que os projetores móveis estarão em diversos pontos da AMP.

Os projetores portáteis devem ser desenhados de modo a proporcionar diversos níveis de interação com o público, a partir da exibição de fotografias, suportes em livro, tablets e iphone – de forma a serem dispositivos complementares a estes diversos suportes, dando assim resposta às seguintes categorias funcionais:

(a)    Permitir diversos níveis de interação com o público, possibilitando por um lado a projeção de imagens (fixas ou em movimento) a partir dos CPP comunicando os diversos espaços das cidades e territórios da AMP selecionados. Por outro lado, permitir a interação individual com uma pessoa do público, entre representações de imagens fixas do espaço do VSNP e o espaço real;

(b)    Permitir colocar fotografias individuais ou em suporte de livro com imagens das cidades e territórios da AMP e visualizar essas imagens bidimensionais em três dimensões (estereoscopia) o que irá permitir uma experiência cinestésica que desafia a visão normal monocular;

(c)    Permitir a colocação de aparelhos de ipad e iphone no projetor portátil e este projetar a uma outra escala no espaço dos VSNP os conteúdos de diversas narrativas visuais e CPP que estarão acessíveis através de uma plataforma online VSC, bem como através da realidade aumentada (4D).

Através destas funcionalidades os projetores portáteis permitem ao público confrontar a realidade dos espaços com diversos suportes e géneros de representação, aumentando a interação com o público e encorajando uma exploração do espaço e uma maior perceção crítica dos processos e dinâmicas de mudança no território em estudo. Os produtos desta investigação apresentam, portanto, um grande interesse e particular relevância para a promoção e divulgação dos espaços da cidade, assim como permitir diversos níveis de interação com a informação organizada ao longo do processo de investigação.

Organização e responsabilidade do concurso

A avaliação do concurso valorizará o desenho do Projetor Portátil, a sua mobilidade e flexibilidade de uso e adaptação, a capacidade de ser utilizado em espaços exteriores e interiores e a exequibilidade do projeto, considerando que os projetores móveis estarão em diversos pontos da AMP.

Este concurso é aberto a todos os estudantes das áreas de Arquitectura e Design, a nível nacional e internacional, sendo possível e desejável a constituição de equipas multidisciplinares. Os estudantes / equipas com as propostas vencedoras terão oportunidade de se envolverem diretamente com o o projeto VSC, materializando a sua proposta com os devidos apoios materiais e conceptuais.

O lançamento e organização do concurso é da responsabilidade do grupo de investigação Centro de Comunicação e Representação Espacial (CCRE), integrado no centro de I&D da FAUP (CEAU), em colaboração com a Associação Cultural CITYSCOPIO, estando ligado ao projeto VSC.

A coordenação do concurso é da responsabilidade do consórcio CCRE-CEAU/FAUP e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO responsável pela candidatura apresentada pela U. Porto no concurso - Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (IC&DT) - http://www.poci-compete2020.pt/concursos/detalhe/AAC_02-SAICT-2017,

Participantes

O concurso é aberto a todos os estudantes de Arquitectura e Design, ou a equipas multidisciplinares em que uma destas áreas está presente, a nível nacional e internacional.

Cada participação / proposta será enquadrada numa das categorias descritas na secção deste regulamento “Tema e objeto do concurso”: a), b), c) ou em mais do que uma categoria simultaneamente, conforme a versatilidade do projeto portátil proposto.

A participação no concurso é individual ou em grupos até 5 elementos. Encoraja-se que a composição dos grupos seja interdisciplinar, tendo como requisito que um elemento seja estudante das áreas de Arquitectura ou Design.

Material a ser entregue por cada candidato:

- Cartaz, em formato A1, impresso com a apresentação da proposta/conceito. Os elementos gráficos a apresentar deverão ser decididos por cada concorrente e deverão privilegiar uma comunicação expressiva da ideia e da sua materialização.

- No caso de ser selecionado para executar a proposta, o concorrente terá que entregar, dentro do prazo de duas semanas após anúncio do resultado, um dossier A3 com plantas complementares, cortes, pormenores construtivos e memória descritiva. No caso de não cumprir esta obrigatoriedade, a organização reserva o direito de a desqualificar e eleger a proposta em segundo lugar para ser concretizada, passando pelo mesmo processo.

- Qualquer concorrente pode entregar o dossier complementar à proposta antes de ser anunciado o vencedor, se considerar necessário para melhor compreensão do projeto.

- CD com PDF do Cartaz A1 (resolução de 300dpi) e do Dossier A3 (se aplicável).

- Documento em formato A4 contendo informação pessoal sobre o concorrente, incluindo nome de cada elemento, contacto telefónico, email e Instituição de Ensino.

Submissão das propostas

A entrega dos trabalhos será efectuada até às 18h00 do dia 1 de Janeiro 2019, nas instalações do CCRE (no CEAU-FAUP) ou por correio. Qualquer concorrente poderá entregar a sua proposta antes dessa data. No acto da entrega será facultado aos participantes um recibo comprovativo de recepção dos trabalhos.

Júri

Os trabalhos serão avaliados por um júri composto pelos seguintes elementos:

– Pedro Leão Neto (FAUP, coordenador do projecto VSC);

- Luis Gonzaga  (UMINHO);

- José Barbedo (Investigador / FAUP - CCRE-CEAU);

- Investigador convidado(a) (FAUP - CCRE-CEAU);

- Investigador convidado(a) (UMINHO)

- Investigador convidado(a) (UMINHO)

- Investigador convidado(a) (UMINHO)

- (convidado(s) exteriores ao projeto)

Em caso de empate, o coordenador do CCRE terá voto útil e soberano. O júri reserva o direito de não atribuir qualquer um dos prémios previstos no presente regulamento caso considere que os trabalhos apresentados não satisfazem os níveis meritórios esperados. As decisões do júri são soberanas, não admitindo recurso.

Prémios

Os prémios para o(s) 3 vencedor(es) será a inclusão do seu estudo e créditos no projeto de investigação VSC, sendo pelo menos assegurada a inclusão de uma das propostas para execução.
 
O(a)s autores das propostas vencedoras serão contactado(a)s no sentido de aprofundarem o projeto, com apoio do CCRE-CEAU-FAUP, AAi2 Lab e Centro ALGORITMI-Lab2PT/UMINHO e outros parceiros, no sentido de viabilizar a sua construção.
 
Sem prejuízo dos prémios atribuídos a cada uma das propostas vencedoras será dado um certificado de participação a cada equipa do concurso, bem como as suas entradas serão divulgadas nas plataformas e redes do grupo CCRE (websites, redes sociais, etc.).

Divulgação dos resultados

O resultado do concurso será anunciado até ao dia 28 de Fevereiro de 2019 no sítio do concurso, redes socaiis e plataformas associadas ao projeto VSC, nomeadamente http://scopionetwork.com/ , https://sigarra.up.pt/faup/pt e outros meios de divulgação pública.

Propriedade e autorizações

Sem prejuízo pelos respectivos direitos de autor, os trabalhos entregues pelos concorrentes passarão a ser propriedade das entidades organizadoras às quais serão reservados os direitos de publicação e exibição.

O CCRE reserva o direito de divulgar, no âmbito do presente concurso, pelos meios que entender serem mais convenientes, os trabalhos entregues pelos concorrentes, fazendo sempre referência à autoria dos trabalhos.

A propriedade intelectual dos trabalhos é reservada aos autores.

Disposições gerais

O acto de se apresentar a concurso pressupõe a aceitação total das regras definidas pelo presente Regulamento.

O não cumprimento das regras inviabiliza a admissão no concurso.

A organização não aceita quaisquer responsabilidades adicionais à excepção das explicitadas no presente Regulamento, directa ou indirectamente decorrentes deste Concurso.

Mais informações:

http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=101596
https://sigarra.up.pt/faup/pt/cur_geral.cur_view?pv_curso_id=45
https://drive.google.com/file/d/1ZN8uHG9_O9tcwEJ_da2NNWnz-TUa0OWX/view?usp=sharing
The Things We carry

by Esther Ruth Mbabazi

Exposição | "Estudos de Arquivo" de José Maçãs de Carvalho

Inauguração: 6.09, às 21h30, Mupi Gallery

6.09 — 21h30 ate10.10  Ciclo

A Política das Imagens

Curadoria de João Baeta

Namikake

by Arito Nishiki

Jingyeong Sansu 진경산수

by Seunggu Kim 김승구

Páginas